Linha do Tempo

Veja aqui os principais eventos dos dois anos de atividades do Partido Social Democrático

Em palestra para empresários do comércio, prefeito Marco Bertaiolli mostrou como a cidade paulista vem se destacando na oferta de serviços com qualidade

berta capa

Em Mogi das Cruzes, gestão do PSD promove avanços na área da saúde

Bertaiolli detalhou os avanços do município com a implantação do Sistema Integrado de Saúde.

Bertaiolli detalhou os avanços do município com a implantação do Sistema Integrado de Saúde.

 

Os avanços no sistema de saúde pública de Mogi das Cruzes com a implantação do sistema integrado foram o tema de uma palestra do prefeito Marco Bertaiolli (PSD) na Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O evento, realizado na Associação Comercial de São Paulo, contou com a presença do presidente da entidade, Alencar Burti, e dos vice-presidentes, que representam as todas as regiões do Estado.

“Se formos analisar, no Brasil não precisamos apenas de mais prédios ou de mais médicos. Precisamos de mais gestão. Em Mogi das Cruzes, com o Sistema Integrado de Saúde (SIS), a saúde pública foi informatizada e os equipamentos se conversam, não atuam como polias soltas”, destacou Bertaiolli.

O prefeito lembrou que a marcação de consultas para a rede municipal é realizada pelo telefone 160 e o sistema também permite a marcação de exames e outros procedimentos de forma ágil, sem que o paciente precise ficar buscando os locais em que o atendimento é realizado. “O cidadão não pode correr atrás da saúde, é o sistema que deve correr pelo cidadão”, definiu.

A informatização do sistema também colaborou para o combate a outros problemas, como a violência contra crianças e adolescentes. Com os prontuários disponíveis em todas as unidades, é possível o cruzamento de dados sobre os atendimentos de casos suspeitos no município. A iniciativa ganhou destaque nacional, como inovação sobre o tema.

“Quando uma pessoa agride o filho, geralmente vai buscar atendimento em uma unidade longe de sua casa. Neste atendimento, é feito o cadastro do paciente, com todas as informações. Em caso de a agressão se repetir, o pai busca outra unidade para não ser reconhecido. Com o sistema informatizado, é possível o cruzamento dos dados e quando ocorrem casos suspeitos, por lei, o médico é obrigado a fazer a comunicação ao conselho responsável. Com isso, a Prefeitura conseguiu diminuir os índices de violência contra crianças”, explicou.

Em 2009, Mogi das Cruzes contava com 34 equipamentos públicos de saúde. A previsão é que, até o final deste ano, a cidade passe a ter 68 equipamentos, entre unidades básicas de saúde, unidades de saúde da família, locais de referência e o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, construído no distrito de Braz Cubas.

Outro destaque apresentado por Bertaiolli, durante sua exposição para o grupo de trabalho, foi a criação da Cure 192, que reúne todos os serviços de emergência no município, facilitando o acesso da população. “Mogi das Cruzes é a única cidade do Brasil em que todos os telefones de emergência estão unificados, no número 192. O cidadão liga e é atendido por um paramédico, que faz a liberação do veículo mais adequado para o atendimento”, disse.

O funcionamento do Laboratório Municipal de Exames e Diagnósticos também foi detalhado aos participantes. A unidade, referenciada pelo hospital Albert Einstein, um dos mais renomados do país, realiza as análises dos exames coletados na rede municipal de saúde. Inaugurado em setembro de 2014, a estrutura atendia entre 30 e 50 mil exames por mês. Atualmente, o número mensal de análises é de 120 mil exames.

O prefeito lembrou que a qualidade do serviço público vem fazendo com que mais pessoas procurem atendimento não só na saúde, como em outros setores, como a educação, por exemplo, em que o número de alunos na rede municipal de ensino passou de 41 mil para 45 mil, do ano passado para este.

18 de março de 2011

guardanapo

Certidão de nascimento

Em um restaurante do centro da cidade de São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab e o vice-governador do Estado, Guilherme Afif Domingos, trocam idéias sobre as consultas que vinham fazendo a forças políticas de todo o País, em relação à decisão de criar um novo partido político no Brasil. O rumo já estava delineado: seria um partido de centro, moderno, livre de dogmas e ideologias superados,  atento ao que realmente traz desenvolvimento econômico e social.

Ali mesmo, em um guardanapo de papel, Kassab e Afif fazem o rascunho da sigla que voltaria a ter importância nacional: PSD.

20 de março de 2011

reunião-na-assembleia-legislativa

Primeiro ato público

O partido realiza seu primeiro evento em Salvador, na Bahia. Deputados, ex-deputados, vereadores, prefeitos, ex-prefeitos e lideranças se reuniram para dar início à coleta de assinaturas para a abertura do processo de criação do PSD. Evento semelhante aconteceu no dia seguinte, em 21 de março, com o lançamento oficial da sigla em São Paulo (foto), na Assembleia Legislativa, com a leitura das diretrizes em ato público.

23 de agosto de 2011

tse

Registro

O pedido de registro do PSD é apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral. Dez dias antes, o partido havia realizado a eleição do seu Diretório Nacional.

FacebookWhatsAppTwitter