PSD Mulher

Encontro esclarece dúvidas de pré-candidatas

 

Núcleo feminino do partido debateu temas como como financiamento de campanha, propaganda nas redes sociais e os tipos de materiais permitidos para a divulgação dos candidatos

 

O PSD Mulher promoveu nesta quarta-feira (6), na sede de São Paulo, uma reunião para esclarecer dúvidas de pré-candidatas e militantes a respeito da legislação eleitoral. Durante o encontro, organizado pela coordenadora nacional do núcleo feminino da sigla, Alda Marco Antonio, as participantes discutiram os principais pontos das regras eleitorais, levantados pela advogada Deborah Carvalhido, assessora jurídica do PSD na Câmara dos Deputados.

De maneira concisa e didática, Deborah reuniu informações sobre temas como financiamento de campanha, propaganda nas redes sociais e os tipos de materiais permitidos para a divulgação dos candidatos.

A reunião contou ainda com as participações da vice-coordenadora do PSD Mulher, Adriana Flosi, da secretária nacional, Ivani Boscolo, da deputada estadual, Edna Auzier, coordenadora do núcleo feminino da sigla no Amapá, e do assessor jurídico Thiago Antunes.

“Tenho tudo para acreditar que as pré-candidatas do PSD de São Paulo estão muito bem orientadas a respeito de suas campanhas. Tudo o que nós aprendemos e discutimos será socializado para todas as pré-candidatas dos outros Estados”, afirmou Alda.

A vereadora de São José dos Campos e pré-candidata a deputada estadual Renata Paiva elogiou a clareza das explicações fornecidas durante a reunião. “Diante dessa nova legislação eleitoral, teremos de nos reinventar, vamos ter de tomar muitos cuidados. Foi bastante positivo conhecer as pré-candidatas do PSD e ouvi-las. A Alda foi muito transparente e positiva. Nos transmitiu confiança”, destacou a parlamentar.

Outra pré-candidata a deputada estadual que aprovou o encontro foi a empresária Márcia Nunes, que tem entre suas principais bandeiras políticas a defesa dos animais e o estímulo à adoção de crianças. Entre os temas debatidos na reunião, ela ressaltou o impulsionamento de posts nas redes sociais, procedimento proibido pela legislação até 15 de agosto, quando termina o período da pré-campanha.

“Essa é a primeira vez que vou me candidatar e tinha muitas dúvidas. Achei muito importante essa reunião e espero que ocorram mais vezes”, disse Márcia.