Família

Seminário na Câmara destaca importância da adoção

Evento liderado pela deputada Flordelis reuniu mais de 350 pessoas

 

Mais de 350 pessoas, entre deputados, senadores, autoridades e representantes da sociedade civil se reuniram na terça-feira (21) na Câmara dos Deputados para discutir uma nova política para adoção tardia no Brasil, no “Seminário Cruzada pela Adoção: 9 meses, família para todos”. O evento foi idealizado pela deputada federal Flordelis (PSD-RJ), conhecida por ser a mãe de 55 filhos, que fez um relato emocionante sobre a relevância do tema e contou um pouco da trajetória de vida dela.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, também fez um relato da sua experiência como mãe adotiva e reforçou que a adoção é uma das políticas desse governo. “Há muitas coisas ainda para serem feitas e com a apoio do parlamento ninguém vai ficar de fora! Temos números alarmantes e vamos lutar para incentivar a adoção tardia. Para isso, vamos apresentar um projeto para reduzir prazos de adoção e incentivar que haja adoção de irmãos e também de idosos”.

O auditório assistiu trechos da reportagem de uma emissora de TV que mostrou quando Flordelis resgatou as crianças que sobreviveram à Chacina da Candelária, no Rio de Janeiro. “Depois deste trabalho eu confio que nenhuma criança vai se tornar adulta dentro de um abrigo aguardando adoção. Adotar é um ato de amor, de consciência e responsabilidade. Junto com a ministra Damares, vamos mudar a realidade atual”.

A advogada da Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção (Angaad), Silvana Monteiro, trouxe dados sobre o sistema de adoção atual e a forma de acolhimento das crianças. “Não são todos os municípios que têm, por exemplo, o projeto da família acolhedora e isso é fundamental para socializar as crianças em um ambiente de família. Temos mais de 31 mil crianças com mais de sete anos e outras 465 sem saber a idade correta por causa do subregistro”. Ela defendeu que é preciso estruturar a vara da infância e ter no Judiciário magistrados vocacionados para a causa.

Líder do PSD e admirador da causa da adoção no Brasil, o deputado André de Paula (PE) apoiou o seminário. “Nós ficamos mais perto das pessoas quando nos aproximamos dos problemas que impactam a sociedade, entre eles, a adoção. Eu tenho enorme orgulho dos meus pares e destaco o brilho que a deputada Flordelis e os deputados do PSD estão dando a este tema relevante para a sociedade”.

Para o presidente da CSSF, deputado Antônio Brito (PSD-BA), o tema ganhou força através da Comissão Especial de Seguridade Social e Família, a qual ele preside. “A adoção precisa ter um olhar carinhoso do Legislativo. Somos a segunda maior comissão da Câmara e graças à articulação e o empenho da deputada Flordelis criamos a Subcomissão da Adoção e Família que vai tratar do tema com profundidade”.

Flordelis é a relatora dessa subcomissão e o deputado Alexandre Serfiotis (PSD-RJ) é o presidente. “O que nós tratarmos aqui na Câmara será de grande importância para a vida de milhares de crianças e famílias, principalmente na mitigação da burocracia no processo adotivo”, disse.

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) destacou ser necessário mudar o sistema atual. “Existem assimetrias e injustiças no processo de adoção no nosso País e aqui no Legislativo vamos lutar para corrigir essa distorção”, disse.

Todo o conteúdo debatido deverá contribuir para o relatório da deputada Flordelis na Subcomissão Especial de Adoção, Família e combate à Pedofilia. A subcomissão tem 90 dias para debater os temas e apresentar relatório final, podendo ser prorrogados por igual período.