TECNOLOGIA

Câmara de Marília (SP) vai digitalizar serviços

Casa que é presidida por Marcos Rezende, do PSD, é a primeira do Estado a adotar Plano Diretor de Tecnologia Digital, desenvolvido em parceria com a Fundação Univem

20/05/2019

FacebookWhatsAppTwitter

 

Educadores do Univem se reuniram com Marcos Rezende na Câmara Municipal

 

A Câmara Municipal de Marília iniciou uma operação inédita entre os poderes legislativos municipais do Estado de São Paulo: acaba de assinar um acordo de cooperação técnica para aperfeiçoar o processo de transformação digital dos seus serviços. O convênio com a Fundação de Ensino Superior Eurípides Soares da Rocha, mantenedora do Univem, o Centro Universitário Eurípides de Marília, foi assinado entre o presidente do Legislativo mariliense, Marcos Rezende (PSD), e reitor Luiz Carlos de Macedo Soares.

“O Poder Legislativo de Marília é o primeiro de todo o Estado de São Paulo a incluir um processo de transformação digital por intermédio de parceria com uma universidade”, ressaltou o pró-reitor Elvis Fusco. A partir de agora, os pesquisadores e docentes da Fundação Eurípides ligados às Ciências da Computação e das áreas de Tecnologia da Informação irão se debruçar para a composição do Plano Diretor de Tecnologia da Informação, conhecido pela sigla PDTI.

“O PDTI da Câmara Municipal de Marília será composto a partir de metodologia científica que levantará todas as oportunidades de uso da tecnologia justamente para ampliar, melhorar e otimizar os serviços oferecidos pelo Poder Legislativo”, diz Fusco. O plano incluirá serviços disponibilizados aos cidadãos e serviços internos desenvolvidos para a manutenção do órgão.

Na avaliação do reitor Macedo Soares, a Câmara Municipal de Marília sai na vanguarda e passa a ser protagonista do primeiro acordo de cooperação científica de Tecnologia da Informação (TI) do Estado de São Paulo. “Certamente, podemos considerá-la também uma das primeiras do Brasil a iniciar este trabalho. Ficamos felizes, porque a presidência da Câmara de Marília identificou no Univem, na Fundação Eurípides Soares da Rocha, o ambiente apropriado para dar início a este trabalho pioneiro”, observou.

O plano diretor será composto a médio prazo. Entretanto, tanto os pesquisadores do Univem quanto a presidência do Legislativo entendem que algumas ferramentas on-line já poderão ser disponibilizadas ao público – tanto interno, quanto externo – muito em breve. “Estamos projetando o futuro, dando uma nova perspectiva para o aperfeiçoamento dos serviços que a Câmara presta aos cidadãos de Marília. Com o convênio, favorecemos inclusão digital e avançamos no fortalecimento digital”, diz Marcos Rezende.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter