PSD MULHER

Causas sociais marcam trajetória de Vanessa Meneses

Gestora de projetos tem atuação destacada em programas que melhoram a vida de crianças e adolescentes

04/04/2019

FacebookWhatsAppTwitter

A coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio, e a gestora de projetos Vanessa Meneses

 

Participar de iniciativas que melhorem a vida de crianças e adolescentes, oferecendo perspectivas profissionais e protegendo os jovens das drogas e da violência. Essa é a principal motivação da gestora de projetos sociais e militante do PSD Mulher de São Paulo Vanessa Meneses.

Em onze anos de atuação nessa área, Vanessa já se destacou em diversas funções, entre elas a de coordenadora no Estado de São Paulo do Sistema de Informação para a Infância e Adolescência (SIPIA), cargo que exerceu em dois períodos: entre 2008 e 2014 e desde agosto de 2018. Ligado à Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, o sistema registra dados encaminhados pelos conselhos tutelares, que servem como subsídios para a aplicação de políticas públicas e orientam a atuação dos conselheiros nos municípios.

“O que me chamou muito a atenção nesse período foi o aumento do número de casos de violência sexual, que chegam a 60%, 70% do total dos atendimentos nos conselhos tutelares. Se você for verificar o histórico, a maioria dos violadores foram violados”, relata Vanessa, graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Faculdade Innovare.

Como coordenadora do SIPIA, a gestora promoveu, entre agosto de 2018 e março de 2019, a qualificação de 440 conselheiros tutelares em todo o Estado. O trabalho foi reconhecido no 15º Prêmio Excelência Mulher, promovido em março pela Fraternidade Aliança Aca Laurência.

A entidade não tem fins lucrativos e foi criada por um grupo de mulheres empresárias e conselheiras do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) — Distrital Sul. A premiação integra o calendário oficial da capital paulista e Vanessa foi indicada pela madrinha do evento, a coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio.

BULLYING

A entidade também premiou Vanessa pela atuação à frente do ConectSou, projeto executado em 2017 por intermédio do Centro Avançado de Estudos na Gestão Pública e Privada (Ceaesp). O projeto teve como objetivo a prevenção ao bullying e foi implantado em 11 CEUs (Centros Educacionais Unificados) da zona Sul de São Paulo.

“Foram capacitados 300 adolescentes com dificuldade de aprendizado. Eles fizeram trabalhos na área de comunicação conosco, participaram de cursos de rádio web e gravaram vídeos para o YouTube. As palestras do projeto foram assistidas por cerca de 1.500 adolescentes”, conta Vanessa.

Outro trabalho marcante da gestora foi realizado no Fundo de Assistência à Criança (FAC), organização não governamental estabelecida em São Paulo que atende crianças com câncer de todas as regiões do País. Além de estabelecer um plano de trabalho para a entidade e ajudar na elaboração de projetos de captação de recursos, Vanessa fez a intermediação para que a FAC atendesse pacientes de comunidades de baixa renda.

“Sou apaixonada pela causa das crianças e adolescentes, uma pessoa que está sempre buscando e não tem medo de enfrentar desafios”, afirma Vanessa.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter