Economia

Colombo dá início à colheita de maçã em Santa Catarina

Safra deste ano deverá ser 20% maior que a anterior e vai ajudar o Estado a enfrentar a crise econômica, disse o governador Raimundo Colombo (PSD).

30/01/2017

FacebookWhatsAppTwitter

Raimundo Colombo abre oficialmente a colheita da maçã em Fraiburgo, no Meio-Oeste do Estado.

 

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), abriu oficialmente nesta segunda-feira (30) a colheita da maçã em Fraiburgo, no Meio-Oeste do Estado. De acordo com a Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM), a safra 2017 está sendo classificada como excelente e será, em média, 20% maior que a de 2016, com um potencial de colheita em torno de 1,2 milhão de toneladas no país, cerca de 600 mil em Santa Catarina e aproximadamente 200 mil toneladas na região de Fraiburgo, que é a segunda maior produtora da fruta no Estado.

Colombo destacou o trabalho dos produtores e disse que o bom resultado da safra ajuda Santa Catarina a enfrentar o período de crise econômica brasileira. “A produção das grandes e pequenas propriedades tem sido um vetor importante de dinamismo econômico que nos mantém fortalecidos diante das dificuldades”, disse o governador. Ele afirmou que medidas como a isenção do ICMS e o subsídio de parte do seguro agrícola auxiliaram o setor a superar prejuízos e dificuldades que vinham se acumulando e enfraquecendo a atividade no estado.

Aliado ao bom desempenho da safra agrícola catarinense, o governador reforçou a importância de não aumentar impostos como forma de manter o estado competitivo e o nível de emprego como um dos melhores no país. “Infelizmente, no Brasil, a taxa de desemprego já passa de 13%, enquanto que em Santa Catarina estamos na faixa dos 6,2%. É um indicador social que pauta o trabalho de qualquer agente público, e é por isso que optamos por arrecadar menos, é evidente, mas por proteger a sociedade catarinense”, argumentou Colombo.

Segundo o governador, o efeito positivo da decisão em não aumentar impostos deverá se acentuar no futuro, quando a crise for superada. “Teremos um dos melhores cenários para os novos investimentos que virão depois de superada essa fase complicada em nosso país”, completou.

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Gelson Merisio (PSD) também participou do evento.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter