SEGURANÇA

Dados mostram redução da criminalidade em Sergipe

Investimento em inteligência e novas tecnologias e valorização da polícia são fatores que contribuíram para a queda no número de crimes praticados no Estado governado por Belivaldo Chagas (PSD)

11/06/2019

FacebookWhatsAppTwitter

 

Para delegada Viviane Pessoa, os investimentos que vêm sendo realizados pelo Governo do Estado foram os fatores que contribuíram para redução dos crimes.

 

Governado por Belivaldo Chagas (PSD) desde maio do ano passado, o Estado de Sergipe vem registrando redução em seus índices de criminalidade. Nesta terça-feira (11), a Secretaria estadual de Segurança Pública divulgou dados relativos aos primeiros cinco meses deste ano indicando que, em relação a 2018, Sergipe registrou uma redução de 31,4% nos crimes letais.

Para a coordenadora da Polícia Civil da capital, delegada Viviane Pessoa, a integração das Polícias, os investimentos que vêm sendo realizados pelo Governo do Estado em inteligência, novas tecnologias, análise criminal e perícia, além da valorização dos policiais militares e civis, foram os fatores que contribuíram para redução dos crimes.

No mês de maio de 2019, em relação aos crimes de homicídios dolosos, os dados apontaram 70 casos registrados. Sendo 21 na capital, 11 na região metropolitana, e 38 no interior do Estado. Já os crimes de latrocínio tiveram 4 casos registrados, enquanto confronto registrou 11 casos. O crime de lesão corporal seguida de morte não obteve registro.

Comparando os dados do período com os três últimos anos, observa-se uma crescente diminuição nos índices. Maio de 2018 registrou 79 casos, contra 82 casos em maio de 2017 e 78 casos em maio de 2016.

Para o diretor da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da SSP/SE, Sidney Santos Teles, os dados demonstram uma tendência na redução da criminalidade. “A redução é bastante significativa. Com relação a 2015, que foi o nosso maior pico dos homicídios dolosos, nós tivemos redução de 39% e na capital também houve uma redução muito grande, de 46% em relação a 2018 e em 2015 mais de 50%. Os dados de janeiro até agora demonstram a tendência de queda. O latrocínio que é o roubo seguido de morte, nós tivemos uma redução de 20% em relação ao ano passado e em relação a 2016, 60% de redução”, indicou Sidney Teles.

Para a delegada Viviane Pessoa, houve “mais 30% de redução de crimes letais em todo o Estado. Com isso, são mais de 150 vidas salvas. Isso é resultado da integração entre as polícias, gestão operacional da SSP, onde os gestores reúne as ações, baseadas nos dados estatísticos, atacando as áreas em que a gente tem a mancha criminal. Além de ser fruto do trabalho forte na área de inteligência, contando também com o apoio dos novos policiais que entraram através do concurso público. Temos uma redução hoje na capital superior a 40%. Nos crimes de latrocínio, houve redução de 20%, mas em relação a 2016 a redução chega a 60%. A confiança da população na nossa Polícia e esse trabalho integrado é o grande diferencial”, afirmou.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter