INTERNACIONAL

Deputado do PSD participa de Assembleia Geral da ONU

Em missão oficial como observador parlamentar, Stefano Aguiar, do PSD de Minas Gerais, participou de evento em Nova York. “Brasil se tornou um dos países mais importantes entre os emergentes”, diz

28/11/2018

FacebookWhatsAppTwitter

 

O deputado Stephano Aguiar: “Objetivo da edição é discutir e trabalhar em conjunto num vasto leque de questões internacionais abrangidas pela Carta das Nações Unidas”

 

O Brasil alcançou um papel de destaque no mundo nos últimos dez anos e se tornou um dos mais importantes dentro do bloco dos países emergentes. A constatação é do deputado federal Stefano Aguiar (PSD-MG), que participou na semana passada, em missão oficial como observador parlamentar, da 73ª Assembleia Geral das Nações Unidas, que aconteceu no período de 12 a 16 de novembro, em Nova York, Estados Unidos.

Em relato feito na Câmara, Stefano Aguiar observou que o país se destaca por ter dado “sinais positivos de força econômica e social, especialmente no quesito que evidencia o combate à desigualdade social”. Segundo ele, o evento deste ano teve a participação de 193 Estados-membros e cerca de quatrocentas reuniões paralelas aconteceram. “Foi uma experiência realmente valiosa estar naquele importante acontecimento”, registrou.

O parlamentar mineiro destacou ainda que “a Assembleia Geral é um dos seis principais órgãos das Nações Unidas e o único em que todos os Estados-Membros têm representação igual, ou seja, para cada nação, um voto. O objetivo da edição deste ano é discutir e trabalhar em conjunto num vasto leque de questões internacionais abrangidas pela Carta das Nações Unidas, tais como desenvolvimento, paz e segurança, direito internacional, dentre outras”.

Aguiar explicou ainda que a ideia de tornar a ONU uma entidade ainda mais relevante no cenário mundial foi um dos pontos altos da conferência, “cuja responsabilidade partilhada para sociedades pacíficas, igualitárias e sustentáveis traduz o sentimento de unidade e comprometimento com o coletivo e os anseios globais”.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter