TRANSPORTES

Deputado do PSD-SP defende uso de carros elétricos

Cezinha de Madureira testou protótipo e reforça a necessidade de desenvolver políticas para suporte deste tipo de meio de locomoção no Brasil, incluindo sua viabilidade tributária

12/06/2019

FacebookWhatsAppTwitter

 

Cezinha de Madureira testou um protótipo do Programa Veículo Elétrico (VE) desenvolvido pela parceria entre Itaipu Binacional e a fabricante Suíça KWO.

 

O deputado federal Cezinha de Madureira (PSD-SP) destacou nesta terça-feira (11) a derrubada do veto presidencial a dispositivo do projeto de lei de conversão da Medida Provisória 843/18, que isenta do pagamento de IOF e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros híbridos ou elétricos por parte de taxistas e pessoas com deficiência. A MP foi convertida na Lei 13.755/18, que cria o programa de incentivo ao setor automotivo chamado de Rota 2030.

Cezinha de Madureira, membro da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara, reforça que estes carros são importantes. Ele testou um protótipo do Programa Veículo Elétrico (VE) desenvolvido pela parceria entre Itaipu Binacional e a fabricante Suíça KWO (Kraftwerke Oberhasli AG).

Após testar, o deputado paulista reforçou a necessidade de desenvolver políticas para suporte deste tipo de meio de locomoção no Brasil. “São veículos com tecnologia de última geração que precisam de infraestrutura de abastecimento, além de observar a viabilidade tributária para importação desses carros inteligentes”, destacou.

No final de 2018, o governo federal aprovou o Rota 2030, um projeto que define as regras para produção de veículos nos próximos 11 anos. Esse pacote, reúne incentivos fiscais para as montadoras de automóveis no Brasil investirem em pesquisa e desenvolvimento desses veículos mais eficientes e seguros.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter