Câmara

Deputados pedem avanços no setor de turismo no Brasil

Herculano Passos (PSD-SP), coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, diz que a situação da segurança pública é um dos problemas que atrapalham a atividade

31/10/2017

FacebookWhatsAppTwitter

O deputado Herculano Passos: “A fragilidade divulgada afasta turistas estrangeiros a virem ao Brasil, e os próprios brasileiros deixam de viajar como antes”

 

Coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, o deputado federal Herculano Passos, do PSD de São Paulo, voltou a defender nesta segunda-feira (30) a potencialização do setor de turismo no Brasil, lembrando o impacto positivo da atividade na geração de empregos e de renda. Para ele, um dos entraves ao crescimento dos negócios relacionados ao turismo é a situação da segurança pública no País. “A fragilidade divulgada afasta turistas estrangeiros a virem ao Brasil, e os próprios brasileiros deixam de viajar como antes”, disse.

Herculano Passos fez essas afirmações ao participar da sessão solene que comemorou os dias nacional e mundial do Turismo, celebrados em 2 de março e 27 de setembro respectivamente. No evento, o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) ressaltou que o turismo mundial mobiliza mais de 1 bilhão de viajantes por ano e gera uma receita cambial de 1,2 trilhão de dólares. Ele destacou o baixo investimento no turismo brasileiro.

“Apesar de ser a 10ª economia turística no mundo, somos um competidor modesto. Possuímos grandes atrativos naturais, e há anos escutamos sobre o enorme potencial turístico do nosso País. Porém os esforços para são abaixo do necessário”, afirmou.

Por sua vez, o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Alberto Alves, ressaltou que a Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu como tema deste ano o turismo sustentável e o uso desse setor como ferramenta de desenvolvimento.

“A iniciativa alerta para a necessidade de uma postura mais responsável em relação aos nossos destinos. O turismo pode contribuir com um tripé sustentável: econômico, social e ambiental”, disse.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter