Investigação

Deputados do PSD avaliam Operação Carne Fraca

Representantes do partido na Câmara se manifestaram sobre as investigações de fraudes em frigoríficos. Para eles, a sociedade precisa de respostas, mas as repercussões econômicas preocupam

22/03/2017

FacebookWhatsAppTwitter

Deputado Marcos Montes (MG) – Fotos: Cláudio Araújo

 

Deputados da bancada do PSD na Câmara se manifestaram esta semana sobre a operação da Polícia Federal intitulada Carne Franca, que está investigando a ocorrência de fraudes na área de processamento de carnes. Tanto líder da bancada, Marcos Montes (PSD-MG), como outros parlamentares – a exemplo de Sandro Alex (PSD-PR) e Evandro Roman (PSD-PR) –, destacaram a importância de combater irregularidades e manifestaram preocupação com as repercussões econômicas da operação.

Para Marcos Montes, que também é membro e ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), é essencial que sejam realizadas apurações criteriosas. Por sua vez, o deputado Sandro Alex, lembrou que “precisamos dar uma resposta à sociedade e separar o que é carne sadia do que é carne fraca. Os envolvidos precisam ser punidos”, defendeu o deputado Sandro Alex (PR).

Já Evandro Roman alertou para os desdobramentos da operação da PF. “A economia brasileira enfrenta dificuldades. Empresas do setor no sul do país empregam cerca de 110 mil trabalhadores. Numa época em que queremos aumentar o número de empregados formais precisamos defender aqueles que têm emprego”, disse. Roman lembrou ainda que nem todos os frigoríficos do país estão envolvidos nas investigações, mas que todo o setor está correndo risco de não ter mais como escoar a produção.

O deputado João Rodrigues (PSD-SC) disse que é a favor da independência da Polícia Federal, mas criticou a maneira como a operação Carne Fraca foi divulgada. “O caso trouxe um prejuízo enorme para o país e todo cuidado é pouco para preservar as exportações num momento de crise econômica. Se houve erro na divulgação das operações ou equívocos nas interpretações da investigação, que a própria corporação resolva o mais rápido possível”.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter