ELEIÇÕES 2018

Indio: “Vou mudar a história da segurança no Rio de Janeiro”

O candidato do PSD ao Governo do Rio de Janeiro, Indio da Costa, falou nesta quinta-feira sobre seu projeto para a área de segurança pública no Estado, durante visita ao Instituto Médico Legal (IML)

14/09/2018

FacebookWhatsAppTwitter

Indio da Costa: “As polícias terão comigo governador todos os instrumentos de trabalho, especialmente, na área da investigação.”

 

 

O candidato do PSD ao Governo do Rio de Janeiro, Indio da Costa, falou nesta quinta-feira (13) sobre seu projeto para a área de segurança pública no Estado durante visita ao Instituto Médico Legal (IML). Em entrevista, Indio destacou que, caso seja eleito, vai integrar os órgãos técnicos da área, dando a eles melhores condições para auxiliar a polícia nas investigações. “O Estado vai avançar muito no combate ao crime aqui no Rio”, afirmou.

Veja a seguir os principais trechos da entrevista de Indio da Costa:

O senhor esteve com a direção do Instituto Médico Legal. Qual a sua avaliação sobre a visita?

Indio da Costa – Impressionante como é possível avançar na Segurança Pública e o IML nos mostra que, com investigação séria e ainda com todos os institutos que analisam e contribuem com o trabalho da investigação atuando juntos, dá para resolver o crime no Rio de Janeiro. Vou integrar todos os institutos que analisam a cena do crime, que analisam as informações da investigação e, com essa integração, o Estado vai avançar muito no combate ao crime aqui no Rio.

Como será essa integração mais precisamente?

Minha proposta é integrar o Instituto Félix Pacheco, que na realidade é o instituto de identificação, o Instituto de Pesquisa e Perícias em Genética Forense da Polícia Civil (IPPGF), que é o que trata do DNA, o próprio Instituto Médico Legal Afrânio Peixoto (IML) e o Instituto Criminalístico. E integrar não apenas o sistema, mas fisicamente, em um mesmo terreno. A produção da prova é o que dá tranquilidade para o juiz prender ou soltar um bandido. E com esses institutos unidos e equipados, como vou equipar, vou mudar a história da segurança pública do Rio de Janeiro.

O IML, particularmente, tem uma série de problemas, dificuldade muitas vezes até de material para fazer reconhecimento do corpo de delito. Como resolver isso?

Tenho dito durante toda a minha campanha que as polícias vão ter todos os instrumentos de trabalho. Todo o dinheiro que eu reunir irá prioritariamente para a segurança, equipando e treinando a polícia, porque é assim que vamos destravar todo o estado e voltar a oferecer os demais serviços públicos. As polícias terão comigo governador todos os instrumentos de trabalho, especialmente, na área da investigação. Se a investigação funcionar o crime não prospera. O crime tem sido continuado porque ninguém consegue identificar quem é o criminoso. Com investigação séria e o sistema que suporta investigação com todos esses institutos integrados, haverá a prova técnica, que não se discute: você prende quem tem que ser preso e solta quem tem que soltar.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter