Kassab defende ampliação de investimentos em Segurança Pública

Em entrevistas às rádios Bandeirantes e Band News São Paulo, presidente nacional do PSD apontou a necessidade de um plano diretor para a segurança no Estado.

20/05/2014

FacebookWhatsAppTwitter

O ex-prefeito Gilberto Kassab

O ex-prefeito Gilberto KassabO pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSD, Gilberto Kassab, defendeu nessa segunda-feira (19) o aumento de investimentos na Segurança Pública no Estado. O presidente nacional do partido participou de entrevistas durante a manhã nas rádios Bandeirantes e Band News São Paulo e destacou ainda propostas para as áreas de Saúde, Educação, Transportes e fornecimento de água para São Paulo.

Ele avaliou que a atual situação da Segurança Pública no Estado está ligada à falta de dinheiro. “No Governo do Estado nós vamos ter de colocar mais recursos para pagar melhor os policiais, para contratar mais policiais, para investir em tecnologia, em equipamentos, resgatar a autoestima da Polícia Militar, a capacidade de investigação da Polícia Civil, pagar melhor os policiais civis. E tudo isso envolve recursos”, detalhou o pré-candidato do PSD, que apontou a necessidade de um plano diretor para a segurança e o estudo de casos semelhantes no mundo.

Kassab disse que, quando prefeito de São Paulo, implantou a Operação Delegada, por meio da qual a Prefeitura contratava policiais em horário de folga para combater o comércio irregular, o que contribuiu para reduzir taxas de criminalidade e aumentar a sensação de segurança. “Isso custa dinheiro e no nosso último ano de gestão foram investidos cerca de R$ 200 milhões no projeto”, afirmou. Ele lembrou ainda que, como propõe projeto desenvolvido pelo PSD, a atual gestão do governo estadual trabalha para adotar a Operação Delegada em outras regiões do Estado e custeada pelo próprio governo, e não pelas prefeituras, como vem acontecendo.

Saúde e Educação – “Temos um histórico, na nossa administração na Prefeitura de São Paulo, de ser a gestão que mais fez pela Saúde e Educação. Serão temas diferenciais no nosso plano de governo”, destacou Kassab, lembrando do aumento na Rede Municipal de Saúde, com novos hospitais, ampliação do número de leitos, implantação da rede de AMAs e de programas como o Remédio em Casa. Na Educação, ressaltou as melhorias na rede como o fim das salas e das escolas de lata, a quase extinção do terceiro turno e a valorização dos professores e servidores, e do programa de ensino.

Transportes – O ex-prefeito de São Paulo disse que é preciso fazer a rede de transportes crescer mais rápido no Estado. “São grandes investimentos, não podemos vir com falsas promessas. Estou discutindo com o Henrique Meirelles mecanismos para trazer mais investimentos do Governo Federal para o transporte em São Paulo. É importante que o governo Federal apareça com investimentos a fundo perdido para que a gente, o mais rápido possível, defina um plano diretor de pelo menos 400 quilômetros de rede metroviária para São Paulo”. Ele ainda defendeu a importância de a Prefeitura voltar a investir no Metrô de São Paulo, o que nos últimos 40 anos só aconteceu durante a gestão dele na administração paulistana, entre 2006 e 2012.

Abastecimento de água – Kassab afirmou que há 40 anos não há ações adequadas na rede de reservatórios e abastecimento de água no Estado. “São investimentos que demandam dez anos para sua construção, entre identificação de áreas para construção de reservatórios, transferência da água, execução das obras, licitações, projetos”, avaliou, ao afirmar que fará investimentos e lembrar que o tema não foi objeto das campanhas eleitorais na última década. “Já constituímos dentro da Universidade de São Paulo uma equipe com diversos professores, de várias áreas, que está estruturando a identificação das razões do problema e propostas que a gente pode apresentar na campanha”, disse.

Transparência – Questionado sobre a situação dos pedágios nas rodovias paulistas, Kassab afirmou que a primeira medida é dar transparência para os recursos envolvidos na arrecadação e investimentos das concessionárias do setor. Sobre transparência e combate a corrupção, o presidente nacional do PSD lembrou das iniciativas de sua gestão municipal, como a criação do Portal da Transparência, que disponibilizou dados sobre a remuneração do funcionalismo, contratos das diversas áreas da Prefeitura, licitações e concorrências. Além disso, foi também durante sua gestão que foi criada a corregedoria municipal, uma das principais ferramentas na apuração de denúncias de corrupção.

 

Para ouvir a entrevista completa, clique aqui.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter