Tecnologia

Kassab: novo satélite vai provocar revolução na banda larga

Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações esteve com o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, para alertá-lo sobre os avanços que o novo satélite brasileiro trará

19/04/2017

FacebookWhatsAppTwitter

O ministro Kassab e o prefeito Marquinhos Trad: Campo Grande passará por uma “revolução tecnológica” após lançamento de satélite

 

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esteve nesta quarta-feira (19) com o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, para falar sobre os benefícios que o lançamento do SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas) trará para os municípios brasileiros. Segundo ele, a cidade passará por uma “revolução tecnológica” após lançamento de satélite que dobrará a oferta de banda larga no País.

Ao falar do projeto do satélite brasileiro, o ministro reforçou a necessidade da administração municipal se preparar para acompanhar o desenvolvimento tecnológico que está sendo executado pelo Governo Federal, principalmente com a introdução da internet em todos os equipamentos que compõem a rede pública de saúde no País.

“Ao lançarmos esse satélite, o que deve ocorrer em poucos meses, todos os municípios terão pleno acesso a banda larga. Teremos uma capacidade que corresponde a mais do que o dobro do que é oferecido hoje. Sabemos que Campo Grande é uma capital bastante avançada no sentido da tecnologia e, esse é um fator bastante positivo, já que formalizamos um convênio com o Ministério da Saúde, que prevê a integração de toda a rede do SUS via internet. Com isso, os municípios estarão ligados ao sistema do governo estadual e federal, para agilizar os atendimentos aos usuários e, consequentemente, melhorar aquilo que for preciso”, explicou Kassab.

Apesar de reconhecer a dificuldade dos gestores administrarem os municípios diante da atual crise nacional, o prefeito Marquinhos Trad pondera que já foi possível avançar em Campo Grande, e conta com o apoio do Governo Federal, inclusive do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, para garantir recursos da União, fundamentais para o desenvolvimento das políticas a serem executadas na Capital.

“Logo que assumimos a prefeitura estivemos em Brasília com o ministro Gilberto Kassab, de quem recebemos o apoio principalmente para ajudar a abrir as portas dos outros ministérios e mostrar que Campo Grande merece um voto de confiança, após os recursos da União serem suspensos por mais de dois anos, quando a gestão anterior permitiu que entrássemos no cadastro negativo, o que impediu a destinação de verbas que já estavam garantidas. Agora é diferente, e estamos dispostos a reaver o que ficou pra trás e, tanto o Governo Federal, como a sociedade, podem ter certeza de que todo recurso que vier não será perdido, mas sim aplicado conforme o que a lei determina”, justifica Marquinhos.

O chefe do Executivo Municipal de Campo Grande garante que a nova gestão começa a avançar no sentido de se habilitar para compartilhar os projetos disponíveis pelo Governo Federal.

“Já estivemos em Brasília por diversas vezes e pegamos os roteiros de eventos da Ciência, Tecnologia e demais pastas, e já estamos nos adaptando conforme as determinações do Governo Federal, para receber os projetos assim que forem disponibilizados. Nas conversas com o ministro Kassab, nos é sempre colocado que fazer uso dessa tecnologia não trará custo para o município, e vamos buscar essas parcerias sempre batendo e reforçando nessa tecla da economia”, disse o prefeito.

Durante o encontro, os secretários municipais e diretores das fundações e autarquias puderam expor algumas demandas relacionadas à pasta de Gilberto Kassab.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter