Agronegócio

Líderes do PSD avaliam impactos da Operação Carne Fraca

O líder na Câmara, Marcos Montes, defendeu apurações criteriosas e punição para os responsáveis. O governador catarinense Raimundo Colombo lembrou a tradição de qualidade da indústria de seu Estado

20/03/2017

FacebookWhatsAppTwitter

O líder Marcos Montes: “É preciso apurar o mais rapidamente possível, de forma que se dê uma resposta urgente à sociedade brasileira e internacional.”

 

As investigações sobre as fraudes denunciadas na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, precisam ser criteriosas e urgentes, com a devida punição – “doa a quem doer” – dos envolvidos em irregularidades. A afirmação é do líder da bancada do PSD na Câmara Federal, deputado Marcos Montes (MG), ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Montes está em missão oficial ao Japão e, diante da repercussão, inclusive na imprensa internacional, da operação desencadeada na sexta-feira (17) pela PF, distribuiu uma nota oficial lembrando que, só em 2016, após uma longa batalha das instituições brasileiras, o Japão anunciou o fim das restrições à importação de carne bovina do Brasil. “A notícia provocou muita preocupação por aqui”, disse.

Marcos Montes ressaltou que existem várias propostas para ampliação das exportações de alimentos para o Japão. “E não é só com o Japão, mas com muitos países de extrema importância num momento em que o Brasil se esforça para sair da sua pior crise econômica”, recorda ele.

A operação investiga esquema de liberação fraudulenta de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos que vendem tanto para o mercado internacional quanto para o doméstico.

Entre os investigados pela Operação Carne Fraca estão grandes frigoríficos e servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “É preciso apurar o mais rapidamente possível, de forma que se dê uma resposta urgente à sociedade brasileira e internacional. São dois assuntos da mais alta importância: a saúde da população e a força da economia brasileira”, reflete Marcos Montes.

O parlamentar participa de missão oficial brasileira, a convite do governo japonês e sem ônus para a Câmara. O objetivo da viagem é representar o Brasil em evento que integra os “Programas Laços de Amizade do Japão”, realizados anualmente pelo Ministério de Assuntos Exteriores do Japão, para firmar parcerias com países em desenvolvimento.

O governador Raimundo Colombo se reuniu neste domingo à tarde com os responsáveis pelo setor agropecuário em seu governo

Controle rigoroso

Em Santa Catarina, Estado onde a produção e processamento de carnes tem participação expressiva na geração de renda e empregos, o governador Raimundo Colombo se reuniu, neste domingo à tarde, com os responsáveis pelo setor agropecuário em seu governo e disse que a rigorosa fiscalização dos produtos de origem animal no Estado sempre buscou garantir a qualidade na produção e na comercialização dos produtos. “Esse rigoroso controle permitiu que Santa Catarina conquistasse o mercado brasileiro e o de mais de 150 países. Temos uma tradição consolidada pelo trabalho e dedicação do povo catarinense”, afirmou o governador.

Ele garantiu também que “não vamos abrir mão de preservar a saúde dos nossos consumidores, mas também não podemos abrir mão dos empregos que a agroindústria gera e de proteger as famílias produtoras”. Raimundo Colombo manteve contatos frequentes com o presidente Michel Temer e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, que estavam reunidos em Brasília tratando do mesmo assunto.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter