RECONHECIMENTO

ONG destaca Waldir Junior entre novas lideranças nacionais

Conhecido pela coordenação de projetos sociais e a militância no PSD desde a fundação do partido, em 2011, paulistano foi escolhido em processo seletivo de líderes da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps)

07/02/2018

FacebookWhatsAppTwitter

Waldir Junior: “O PSD me preparou para que me tornasse o que sou hoje e pudesse ocupar essa função.”

Conhecido pela coordenação de projetos sociais e a ativa militância no PSD desde a fundação do partido, em 2011, o paulistano Waldir Junior foi escolhido como um dos líderes nacionais da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps). Sediada em São Paulo, a organização é suprapartidária, sem fins lucrativos e tem como objetivo o fortalecimento da democracia e das instituições, com o apoio à formação de lideranças.

O processo seletivo, feito por meio de entrevistas e análises de currículo, durou dois meses e contou com cerca de 1.100 inscritos de todo o País, dos quais foram selecionados 102 líderes. A partir do próximo dia 24, os escolhidos participarão de cursos voltados ao aprimoramento de conhecimentos sobre política e gestão pública.

“O PSD me preparou para que me tornasse o que sou hoje e pudesse ocupar essa função. A liderança na Raps representa um ganho de conteúdo muito grande para a minha formação e tudo o que já construí como servidor público”, destaca Junior, que exerce o cargo de assessor parlamentar na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.

Entre 2008 e 2017, Junior, de 40 anos, foi chefe de gabinete da Prefeitura Regional de Cidade Tiradentes, bairro localizado no extremo leste da capital paulista. Nesse período, implantou projetos como o Patrulha do Silêncio, em parceria com a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal.

O programa orientava os comerciantes sobre a importância do cumprimento da lei 12.879/99, que determinava o funcionamento dos bares sem isolamento acústico até a 1h. Os moradores também eram incentivados a denunciar os estabelecimentos que incomodavam com o barulho após esse horário.

Em função do descumprimento da lei, 371 bares foram autuados. “Isso melhorou a qualidade de vida das pessoas, que conseguiam dormir e entrar em suas casas”, recorda Junior. O limite no horário para o funcionamento também influiu na redução em 70% dos casos de violência doméstica, que tem como um de seus facilitadores o consumo excessivo de álcool.

Em 2014, Junior concorreu ao cargo de deputado estadual e obteve cerca de 18 mil votos. Apesar de não ter sido eleito, a experiência serviu para encorajá-lo a participar ainda mais do cenário político e preparar as bases para novas tentativas. “Do total de votos que tive, 7 mil votos foram de eleitores de Cidade Tiradentes. Esse foi um reconhecimento pelo trabalho que fizemos”, afirma o assessor parlamentar.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter