INTERNACIONAL

Países reforçam compromisso com a cooperação científica

Em reunião de nações de língua portuguesa, ministro Gilberto Kassab diz que ação conjunta é caminho para fortalecer laços culturais e históricos e “criar identidade própria para nossos países”

21/06/2018

FacebookWhatsAppTwitter

 

De acordo com Kassab, a Comunidade de Países de Língua Portuguesa “nos une e nos dá um caminho para fortalecer nossos laços culturais e históricos”

 

Representantes de países de língua portuguesa assinaram nesta quinta-feira (21), em Brasília, declaração em que reafirmam o compromisso de fortalecer a cooperação em ciência e tecnologia para a promoção do desenvolvimento econômico e social das populações. O Brasil foi representado na VIII Reunião de Ministros de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. Além dele, participaram também autoridades de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

De acordo com Kassab, a Comunidade de Países de Língua Portuguesa “nos une e nos dá um caminho para fortalecer nossos laços culturais e históricos também por meio da cooperação científica e tecnológica. Somos vinculados por várias dimensões, os oceanos, a língua, mas, sobretudo, pelo processo de criarmos uma identidade própria para os nossos países”.

A reunião de Brasília marca o fim da presidência pro tempore exercida pelo Brasil. O cargo agora será assumido por Cabo Verde. “Nesses últimos dois anos de presidência brasileira, avançamos na consolidação do Plano Estratégico de Cooperação Multilateral no Domínio da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da CPLP (2014-2020)”, disse o ministro.

“Contribuímos, nesse sentido, para o objetivo central da Comunidade de desenvolver programas de cooperação que tragam benefícios reais para as nossas populações. Ao fazer isso e valendo-se da transversalidade dos temas da ciência, tecnologia e ensino superior, colaboramos igualmente com os outros dois objetivos da organização: fortalecemos nossa concertação política e promovemos a língua portuguesa”, acrescentou.

A reunião marcou também o início das atividades do projeto Repositório Científico da CPLP, que realizou sua primeira oficina na terça-feira (19), em Brasília. Sua execução é considerada prioritária no âmbito da cooperação em ciência e tecnologia dos países da CPLP.

Os ministros da comunidade avaliaram que as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação são estratégicas para o alcance dos 17 objetivos e 169 metas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável – tema da presidência de turno brasileira da CPLP. Reiteraram ainda que os investimentos em ciência, tecnologia e ensino superior são fundamentais para a formação de recursos humanos qualificados que contribuirão para o desenvolvimento sustentável dos recursos naturais, o crescimento econômico e o desenvolvimento social com vistas à melhoria da qualidade de vida e do bem-estar das populações de seus países.

Após a reunião, o ministro Gilberto Kassab e o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da República Portuguesa, Manuel Heitor, assinaram Memorando de Entendimento para a cooperação em matéria de Ciência Aberta.

O memorando prevê, entre outros pontos, a consolidação de uma interface digital que represente a rede de repositórios digitais brasileiros e portugueses no Plano da Ciência e da Cultura, extensivo aos países de língua portuguesa, bem como a promoção de atividades de sensibilização, disseminação e formação de investigadores e de pessoal de suporte nas instituições de investigação de ambos os países, promovendo e apoiando a adoção das melhores práticas no domínio da ciência aberta e do acesso aberto aos resultados da investigação.

 

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter