ASSISTÊNCIA SOCIAL

Porto Ferreira acolhe mulheres vítimas de violência

Prefeito Rômulo Rippa (PSD) lançou o Programa de Atenção à Mulher Vitimizada, que oferecerá serviços como atendimento clínico e hospitalar, além de orientações nas unidades de saúde

14/03/2019

FacebookWhatsAppTwitter

O prefeito Rômulo Rippa: “Nós pretendemos ser um exemplo na promoção da cidadania das mulheres”

 

Para reforçar o combate à violência doméstica em Porto Ferreira, município de cerca de 55 mil habitantes do interior paulista, o prefeito Rômulo Rippa (PSD) lançou o Programa de Atenção à Mulher Vitimizada. Coordenado pelas secretarias municipais de Saúde e Desenvolvimento Social e Cidadania, o projeto oferecerá serviços como atendimento clínico e hospitalar, além de orientações às mulheres que procuram ajuda nas unidades de saúde.

“Nós pretendemos ser um exemplo na promoção da cidadania das mulheres, atuando para reduzir a violência de gênero. Agradeço aos esforços da nossa equipe na construção e consolidação desse trabalho, que se configura como ação fundamental na atenção às mulheres ferreirenses que se encontram em extrema vulnerabilidade”, destacou o prefeito.

Na segunda-feira (11), Rippa participou da abertura da primeira Mostra do Dia Internacional da Mulher, promovida no Anfiteatro Isaltino Casemiro, onde ocorreu o lançamento do programa. O evento também contou com a presença do vice-prefeito, Saldanha Leivas Cougo, e dos secretários municipais Régis Radael Berretta (Cultura), Mileni Arantes Varisi (Desenvolvimento Social e Cidadania) e Vera Lucia Visolli (Saúde).

Pesquisa

Dados de uma pesquisa do Instituto Datafolha e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgada em fevereiro, mostram que uma em cada quatro mulheres sofreu algum tipo de violência em 2018. Entre as entrevistadas que afirmaram ter sido alvo de alguma agressão nos últimos 12 meses, 42% são jovens de 16 a 24 anos, 28% negras e 31% têm Ensino Superior.

Realizada entre os dias 4 e 5 de fevereiro, a pesquisa ouviu 2.084 homens e mulheres em 130 municípios brasileiros.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter