PALHOÇA (SC)

Prefeitura entrega nova ambulância ao Samu

Prefeito Camilo Martins, do PSD, diz que "nos momentos em que o tempo pode significar sobrevivência, um veículo novo e moderno faz toda a diferença".

05/11/2018

FacebookWhatsAppTwitter

 

O prefeito Camilo Martins: “Está previsto, ainda, o recebimento de mais uma ambulância para o Samu via emenda parlamentar”

 

O prefeito de Palhoça (SC), Camilo Martins (PSD) entregou, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, uma nova ambulância para o atendimento básico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que atua na cidade. O veículo foi adquirido junto ao Ministério da Saúde e a entrega oficial ocorreu no Centro Administrativo Municipal.

O prefeito Camilo Martins lembra que a nova aquisição vai permitir mais eficiência e agilidade para atender situações de urgência e emergência. “Para momentos em que o tempo pode significar sobrevivência, um veículo novo e moderno faz toda a diferença. Por isso, não poupamos esforços para articular essa conquista. Está previsto, ainda, o recebimento de mais uma ambulância para o Samu via emenda parlamentar”, acrescentou o prefeito.

Para o secretário municipal de saúde, Rosinei Horácio, o novo veículo com tecnologia avançada atende a uma necessidade antiga do município, que mantinha o serviço com ambulâncias de alta quilometragem e frequentes necessidades de manutenção. “A partir de agora, Palhoça volta a contar com duas ambulâncias para manter a capacidade de quase 300 atendimentos mensais. Além disso, dispomos de 28 profissionais entre socorristas e técnicos de enfermagem qualificados para utilizar a nova ambulância de forma segura. Em breve, serão cinco ambulâncias atuando nas urgências e emergências do município: três no Samu e duas novas para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pinheira e 24h no Bela Vista”, conclui.

O atendimento do Samu é regulado por médicos da central 192, que avaliam se o veículo deslocado para a ocorrência será avançado (UTI móvel com médico e enfermeiro) ou básico (com técnico e socorrista). O atendimento básico é mantido pelo município e o avançado (que também conta com duas ambulâncias), pelo governo do Estado.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter