CÂMARA

Proposta obriga cirurgia de lábio leporino pelo SUS

Projeto do deputado Danrlei de Deus (PSD-RS), que obriga o SUS a fazer a cirurgia plástica reparadora de lábio leporino, foi aprovado pela Comissão de Finanças e Tributação

11/05/2018

FacebookWhatsAppTwitter

O deputado Danrlei: “Hoje, uma em cada 650 crianças nascidas apresentam a fissura”

 

 

Projeto de Lei de autoria do deputado Danrlei de Deus (PSD-RS), que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a fazer a cirurgia plástica reparadora de lábio leporino, foi aprovado essa semana pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara. Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma em cada 500 crianças nasce com este problema nos países em desenvolvimento.

Para Danrlei, “o problema da fissura labiopalatal torna-se ainda mais alarmante a partir do momento em que o sistema público de saúde não consegue atender nem metade das crianças que passam por esta situação. Hoje, uma em cada 650 crianças nascidas apresentam a fissura”.

O texto diz que além da cirurgia gratuita, o SUS também deve oferecer ao paciente o tratamento pós-cirúrgico incluindo fonoaudiologia, psicologia, ortodontia, entre outros.

Com a aprovação na CFT, o projeto segue para análise dos deputados na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).

Lábio leporino

O lábio leporino ou fenda palatina são defeitos congênitos que ocorrem durante o desenvolvimento do embrião. Os cientistas acreditam que uma combinação de fatores genéticos como doença materna, uso de drogas ou má nutrição podem ocasionar o problema.

Se uma criança de uma família nasce afetada pelo problema, o risco de que outra criança venha a nascer com a mesma condição aumenta de 2% a 4%. A fenda é resultante da falta de tecidos e músculos na região oral, podendo atingir somente o lábio superior ou estender-se até o palato, o chamado “céu da boca”.

FacebookWhatsAppTwitter

  1 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter