NOVO MANDATO

Senador mais jovem eleito no Brasil, Irajá defenderá municípios

Com 35 anos, a idade mínima exigida para o cargo pela Constituição, parlamentar do PSD Tocantins tem como bandeira a defesa dos municípios e o combate à corrupção

05/11/2018

FacebookWhatsAppTwitter

Irajá Abreu: “O municipalismo para mim é uma bandeira muito forte”

 

Depois de dois mandatos na Câmara dos Deputados, Irajá Abreu, do PSD de Tocantins, assumirá no início de 2019 uma cadeira no Senado, para a qual foi eleito no dia 7 de outubro passado com 214.355 votos (16,8% do total). Aos 35 anos (idade mínima exigida para o cargo pela Constituição), ele será o senador mais jovem já eleito no Brasil e acredita estar preparado para os desafios do mandato.

Entre suas principais bandeiras no Senado ele enumera a defesa dos trabalhadores e aposentados e o combate à corrupção. “Claro que preciso ser muito responsável com esse mandato e pretendo me dedicar ao máximo aos municípios do Tocantins, assim como eu fiz como deputado federal. O municipalismo para mim é uma bandeira muito forte”, explica.

Irajá também garantiu que vai atuar contra qualquer aumento de impostos, independentemente de estar na base do governo ou na oposição: “Uma outra condição da qual eu não abro mão é sempre ser contrário ao aumento de impostos ou taxas. É algo que eu jamais poderia defender”.

Ele lembra que começou a trabalhar muito cedo e abriu sua primeira empresa aos 16 anos. Os dois mandatos na Câmara dos Deputados, na sua visão, proporcionaram experiência suficiente para o novo cargo. “Eu me senti preparado depois desses dois mandatos, dessa grande experiência e escola que foi o Congresso Nacional, para assumir esse desafio e essa responsabilidade e representar o Tocantins no Senado Federal. Eu o faço com muita alegria, muita seriedade mas muito trabalho, acima de tudo”, afirmou.

Além de usar a própria experiência, o parlamentar também pretende aprender com os colegas. Irajá disse respeitar muito a trajetória de senadores já presentes na casa e declarou que pretende estar próximo desses senadores para honrar a confiança dos seus eleitores. Um de seus novos colegas é sua mãe, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO), cujo mandato vai até 2022.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter