Loading

Pesquisar

Gilberto Kassab: Feliz 2040, São Paulo!

Em artigo, o presidente do PSD e prefeito de São Paulo descreve o SP 2040, um projeto que traça políticas públicas e projeta soluções para a mobilidade urbana para os próximos 30 anos.

25 de jan de 2012

Gilberto Kassab, presidente do PSD

As comemorações em função dos 458 anos da nossa cidade me levam hoje a lembrar e a sonhar.

Lembrar desse mundo de contrastes, alegrias, dramas, desafios, sorrisos e realidades que todos vivemos, e eu vivo como prefeito. Lembrar e falar a você sobre um sonho -a você e aos mais de 11,2 milhões de brasileiros de São Paulo.

Trata-se do sonho de um engenheiro, de um economista, de um homem público que está há seis anos vivendo na pele de prefeito.

O sonho é um plano que tem a ambição que está no DNA do nosso sangue bandeirante e também na crença que Anchieta plantou aqui no planalto de Piratininga.

Um sonho criado por uma equipe capaz e dedicada, que acredita que pode transformar, recriar e melhorar a moradia, o transporte, o lazer, a educação, a qualidade do ar, o trabalho, a convivência, a solidariedade e a fraternidade dentro dos 1.523 quilômetros quadrados deste maravilhoso território paulistano.

Estamos falando do SP 2040, que projeta a cidade que queremos.

O SP 2040 pensa 30 anos à frente. Ele traça políticas públicas e projeta soluções para a mobilidade urbana, sabendo que hoje o metrô transporta 4,4 milhões de passageiros por dia e que os trens da CPTM levam e trazem 2,6 milhões.

Também é levado em consideração o fato de que, dentro de mais de 6,5 milhões de automóveis, outra multidão participa, todo santo dia útil, dessa incrível dança de encontros e desencontros. Essas pessoas se cruzam nos mais de 6.000 semáforos presentes em milhares das mais de 46 mil ruas de São Paulo.

Os números são gigantescos. Eles são do tamanho do desafio que o SP 2040 tem enfrentado para projetar conforto, para dar dignidade e para oferecer qualidade de vida a todos que para cá vieram e virão.

Falo dos irmãos do Nordeste, do mundo mais ao norte, mais ao sul, longe a oeste, atravessando um oceano a leste, todos navegando com esperança e ousadia. Alguns fugindo de guerras e de terremotos, outros simplesmente chegando para tentar a vida, para constituir uma família, para ter um lar e filhos.

A tecnologia e as novas políticas públicas já criaram, e estão criando, em outras metrópoles mundo afora, projetos revolucionários. São novos espaços urbanos que tornam a vida mais confortável e a convivência mais agradável.

Nova York transformou o Bronx. Os europeus compatibilizaram a modernidade com a história, a arte e a arquitetura. Os chineses montam prédios enormes em 365 horas (horas!), como mostra o YouTube -é verdade, porém, que eles têm facilidades políticas pouco ortodoxas, como desapropriações ultrarápidas.

Além da visão estratégica de longo prazo, da criatividade, do diálogo e da construção de consensos entre o governo e a sociedade, temos consciência de que há um longo caminho pela frente.

Mas só cidades como a nossa, com alma e garra, se reconstroem. Nós temos capacidade técnica e força de trabalho. Aí está, então, o SP 2040, desafiador, em pleno processo de discussão com a sociedade.

O plano já foi exposto e debatido no âmbito interno, para os secretários e técnicos da prefeitura, na Câmara Municipal, no Instituto de Engenharia, nas universidades, em seminário internacional, no Secovi e com vários outros públicos.

O plano pretende se tornar uma referência para o poder público, para os cidadãos, para as empresas e para as organizações que queiram trabalhar unidas, transformando a cidade nas próximas décadas.

É uma explicação para mais de metro. Todos terão mais informações técnicas, políticas, econômicas e sociais ao longo do tempo. Prometo. Hoje, permitam-me fazer um artigo assim, escrito com o coração e com o meu amor pela cidade. Feliz 2040, São Paulo!

Artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo em 25/01/2012.

Informações Partidárias

Notícias