ESTADOS

PSD Mulher Nacional realiza encontro em Aracaju (SE)

 

Encontro discutiu participação da mulher na política. Na foto, Maria Lúcia, Alda Marco Antonio, Goretti Reis e Maisa Mitidieri.

 

Com o auditório do Delmar Hotel cheio, o encontro do PSD Mulher Nacional reuniu nesta segunda-feira (4) mulheres de Sergipe para falar sobre a representatividade feminina dentro da política. O evento contou com a participação das deputadas estaduais Maisa Mitidieri e Goretti Reis, coordenadora e vice-coordenadora do PSD Mulher no Estado, respectivamente, da coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antônio, e do presidente estadual do PSD, Jeferson Andrade, deputado estadual.

Para a deputada estadual Maisa Mitidieri o encontro fortalece o diálogo e amplia a visão da mulher como ferramenta principal no mecanismo político. “O PSD visa bastante o engajamento feminino. A prova disso é todo o trabalho em torno de nós, lembrando que somos o grupo de maior representatividade na Assembleia Legislativa. E esse momento de hoje veio fortificar o compromisso do partido com o tema”, afirma a deputada.

Coordenadora do PSD Mulher Nacional, Alda Marco Antônio reforçou a importância da inserção cada vez maior da mulher na política. “Devemos ocupar cada vez mais lugares de destaque na política. Nós somos maioria, nós temos voz. Reafirmo que o lugar da mulher deve ser onde ela quiser”, pontuou.

 

Encontro lotou auditório do hotel Delmar

 

“As mulheres precisam se unir para que cada vez mais participem da política. Esse encontro é uma oportunidade ímpar de unificar os pensamentos das mulheres dentro do Partido. O fortalecimento da mulher na política é importante para a sociedade de modo geral. Assim caminharemos juntas para tornarmos a sociedade mais democrática”, pontuou a deputada Goretti Reis.

O encontro também contou com as palestras do advogado Sérgio Victor, especialista em legislação partidária e eleitoral, e de Flávia Elaine, com o tema “A mulher na política”, e foi um importante passo para direcionar trabalhos dentro da coordenadoria da Mulher no Estado. “Na oportunidade, foram sugeridos encontros periódicos regionais para que possamos discutir assuntos gerais e de engajamento feminino”, concluiu Maisa.