Ceará

PSD Mulher Nacional realiza evento com lideranças em Fortaleza

Alda Marco Antonio, coordenadora do PSD Nacional: “A mulher tem que olhar para si e identificar a força que tem.”

 

Com a presença de representantes de diversas regiões do Ceará, ocorreu na sexta-feira (22) o Encontro do PSD Mulher Nacional em Fortaleza. Além da coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio, participaram também a deputada estadual e presidente da Comissão da Infância e Adolescência da Assembleia cearense, Érika Amorim, e a deputada estadual Patrícia Aguiar.

O evento recebeu caravanas de mulheres vindas de várias as regiões do Estado e ocorreu na Fábrica de Negócios, tendo também a presença de lideranças locais como o presidente do PSD Ceará, Domingos Filho, e o deputado federal pelo PSD do Ceará, Domingos Neto. O encontro integra o esforço contínuo do partido para fortalecer a participação e valorização feminina no contexto político, além de estabelecer discussões sobre novas regras eleitorais e novas filiações.

Na oportunidade, foram realizados debates e palestras sobre a participação e a valorização feminina no contexto político, novas regras eleitorais e novas filiações.
A deputada estadual pelo PSD Érika Amorim, coordenadora regional do PSD Mulher, fez a abertura do evento. “Queremos reforçar que o espaço da mulher é onde ela quiser, na política também. A mulher tem potencial e desejo de mudança, sensibilidade e compromisso. Podemos e devemos sim representar nosso povo, as falas daqueles que não se sentem vistos. Que o PSD Mulher esteja fortalecido por cada uma de vocês”, afirmou Érika.

 

A deputada estadual Patricia Aguiar: “O PSD acredita e aposta na política com a mulher”

 

Na sequência, a governadora em exercício do Ceará, Izolda Cela, uma das convidadas do Encontro, ressaltou a importância do evento. “É uma honra participar desse momento. Acho importante estimular a participação da mulher na política. Trata-se de equilíbrio. Tenho clareza que a dominância masculina em determinados setores e na perspectiva de sociedade não é produtiva. Entendo que a luta da mulher em ocupar espaços é uma busca desse equilíbrio”, destacou Izolda.

Coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio destacou a importância da participação feminina na política. “A mulher tem que olhar para si e identificar a força que tem. Precisa construir a própria vida e história. O Brasil só vai crescer verdadeiramente quando tiver mais mulheres eleitas. Mulheres, candidatem-se!”, disse.

Por sua vez, a deputada estadual pelo PSD Patrícia Aguiar, lembrou a importância da união das mulheres. “Somos 52% da população, portanto precisamos nos unir. Nós não seremos uma sociedade justa enquanto nas nossas câmaras e assembleias não tiver o espaço para a mulher. O PSD acredita e aposta na política com a mulher”, finalizou.

Para a presidente da Câmara Municipal de Iguatu, Eliana Braz, o início na vida política não foi fácil, mas a parlamentar afirma que a missão em contribuir com a política de sua cidade era necessária. “Hoje, estou no meu segundo mandato. Somos 17 vereadores, mas apenas eu sou mulher. Apesar de tudo, minha experiência na vida pública é um prazer”, concluiu Eliana.

Ainda durante o I Encontro PSD Mulher Nacional Fortaleza, a jornalista e coordenadora de comunicação da liderança do PSD na Câmara dos Deputados, Maria Carolina Lopes, falou sobre propaganda política nas redes sociais, e o advogado Sérgio Victor discorreu e tirou dúvidas sobre financiamento de campanha e fundo eleitoral.

O PSD tem se destacado por seus eventos direcionados às mulheres e, por conseguinte, pela ampliação da participação delas no conjunto do partido. Ao longo deste ano, foram realizados diversos encontros pelo Brasil com o objetivo de convidar as mulheres brasileiras a estarem na política e nos ciclos de decisões políticas e econômicas.