ELEIÇÕES 2022

AM: Omar Aziz está 13 pontos à frente do 2º colocado

Nova pesquisa confirma resultados dos grandes institutos nacionais ao apontar a liderança do parlamentar do PSD, com 37% de preferência, para a reeleição ao Senado pelo Amazonas

22/09/2022

FacebookWhatsAppTwitter

Omar Aziz aparece com 37% dos votos válidos

 

Redação Scriptum

 

A exemplo do que já mostraram os grandes institutos nacionais de pesquisa, um levantamento do Perspectiva Mercado e Opinião, divulgado na quarta-feira (21), confirma a liderança do candidato do PSD à reeleição de Omar Aziz como senador pelo Amazonas. Com 37% dos votos válidos, ele aparece na frente dos demais candidatos, com mais de 13 pontos de diferença em relação ao segundo colocado.

Na apuração dos votos válidos, mesmo aplicada a margem de erro de 2,5%, Omar Aziz ainda fica com 34,5% das intenções de voto, representando larga vantagem sobre os demais candidatos. São números semelhantes aos divulgados pelo Ipec (antigo Ibope) e pelo Quaest.

Avaliado pelo Ibope como o melhor do Brasil quando foi governador do Amazonas, entre 2010 e 2014, Omar concorre à reeleição pela Coligação Em Defesa da Vida (PSD-PT-MDB-PCdoB-PV). No Senado, foi presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, uma das mais importantes da Casa, e teve atuação decisiva para a aprovação da nova Lei de Informática, assegurando 30% do faturamento e empregos do Polo Industrial de Manaus. Também foi presidente da CPI da Pandemia, que pressionou o governo federal a comprar vacina para os brasileiros.

“É gratificante saber que minha atuação nestes anos como senador tem o reconhecimento do cidadão amazonense, que esteve representado por mim em momentos cruciais da nossa história recente”, destacou Omar.

Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código de número AM-08091/2022, esta é a quinta pesquisa eleitoral da Perspectiva para os cargos de Presidente da República, Governador e Senador pelo Amazonas e foi executada com recursos da própria empresa.

O universo amostral é de 1.500 entrevistas realizadas na capital amazonense e nos 24 maiores colégios eleitorais do interior do estado, entre os dias 18 e 20 de setembro do ano corrente. A margem de erro é de 2,5%, para mais ou para menos, com grau de confiabilidade de 95,0%, o que significa dizer que se fossem feitas 100 entrevistas com a mesma metodologia, 95 estariam dentro da margem de erro prevista.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter