ELEIÇÕES 2022

Com Ratinho Jr., PSD elege as maiores bancadas do Paraná

A partir de 2023, integrantes da sigla representarão cerca de 28% dos deputados estaduais e 23% da bancada federal pelo Estado em Brasília. Ao todo, os candidatos do PSD receberam 2.538.379 votos

06/10/2022

FacebookWhatsAppTwitter

O governador Ratinho Jr. com lideranças no Paraná

 

Redação Scriptum com Assessoria de Comunicação

 

Além de ter obtido uma vitória histórica no Paraná com a reeleição do governador Ratinho Junior, com mais de 4,2 milhões de votos, o PSD também dominou as eleições legislativas. A partir de 2023, integrantes da sigla representarão cerca de 28% dos deputados estaduais e 23% da bancada federal pelo Estado em Brasília.

Ao todo, os candidatos do PSD receberam 2.538.379 votos para os cargos de deputado estadual e deputado federal. Os números demonstram a força do partido no Estado e devem garantir, em conjunto com outras legendas aliadas, uma ampla base de sustentação ao governador, além de uma bancada focada na defesa da liberdade, democracia e interesses da população.

Na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), os pessedistas ocuparão 15 das 54 cadeiras. O número é mais do que o dobro do ocupado pelo Progressistas (PP) e o Partido dos Trabalhadores (PT), que dividem a segunda posição com sete parlamentares cada.

O PSD também tem o deputado estadual eleito com a maior votação do Paraná, o veterano Alexandre Curi, que recebeu mais de 237 mil votos. Entre os eleitos, também estão duas deputadas que ajudarão a compor a renovação feminina da ALEP: Márcia Huçulak, que foi secretária de Saúde de Curitiba durante a pandemia, e a apresentadora de TV Cloara Pinheiro, da região de Londrina.

Assembleia

Veja abaixo os 15 deputados estaduais eleitos pelo PSD no Paraná e os votos recebidos por deles:

• Alexandre Curi – 237.033

• Márcio Nunes – 126.006

• Ademar Traiano – 116.810

• Tiago Amaral – 112.731

• Luiz Claudio Romanelli – 101.175

• Hussein Bakri – 97.681

• Márcia Huçulak – 75.659

• Artagão Júnior – 65.195

• Cobra Repórter – 60.730

• Gugu Bueno – 44.852

• Marcelo Rangel – 42.002

• Adão Fernandes Litro – 38.020

• Tercílio Turini – 37.704

• Evandro Araújo – 35.432

• Cloara Pinheiro – 35.151

 

Câmara

Em Brasília, o PSD também terá a maior bancada de deputados federais paranaenses, com sete eleitos. Eles se unirão à bancada de 42 parlamentares da legenda, que está entre as cinco maiores da Câmara dos Deputados.

Entre os mais votados, estão o ex-secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que fez do Paraná um dos Estados com melhor índice de vacinação do Brasil, e o ex-secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, que coordenou a pasta responsável pelo fim dos antigos modelos de concessão de rodovias e um dos maiores pacotes de obras de infraestrutura da história do estado.

Confira os sete deputados federais eleitos pelo PSD no Paraná e os votos recebidos por deles:

• Beto Preto – 206.898

• Sandro Alex – 168.157

• Sargento Fahur – 161.500

• Paulo Litro – 82.707

• Leandre – 80.359

• Luísa Canziani – 74.643

• Luiz Nishimori – 73.202

 

Governo do Estado

Ratinho Junior recebeu 4.243.292 votos, quase três vezes mais do que o segundo colocado, o ex-governador Roberto Requião (PT). Aos 41 anos, ele foi o primeiro governador eleito em 2022 e o segundo com a maior votação proporcional do País, com uma diferença de menos de um ponto percentual para o primeiro. Ele também é o mais jovem reeleito da história democrática do Paraná.

“A população paranaense mostrou que quer um Estado que continue seguindo em frente, longe da velha política e das mordomias. Um Paraná que tirou e continuará a tirar grandes obras do papel, que bate recordes na geração de empregos, que tem o melhor porto do Brasil e que trabalha, sobretudo, em prol daqueles que mais precisam do poder público”, disse o governador reeleito.

Ratinho Junior dará continuidade a um grande projeto iniciado em janeiro de 2019. Durante o seu primeiro mandato, entre 2019 e 2022, o Paraná se tornou um exemplo global de sustentabilidade reconhecido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), teve as menores taxas de desemprego e os melhores indicadores de segurança pública em uma década, e conquistou mais de R$ 120 bilhões em investimentos privados.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter