SÃO PAULO

Curso ensina jovens de Caieiras a criar aplicativos

Projeto realizado pela gestão do prefeito Gersinho Romero (PSD) prepara estudantes do município paulista para o mercado de trabalho

30/09/2019

FacebookWhatsAppTwitter

Curso é voltado para jovens de 16 a 25 anos, com ou sem conhecimento prévio a respeito do assunto

 

Em Caieiras, município de 101 mil habitantes da Região Metropolitana de São Paulo, a gestão do prefeito Gersinho Romero (PSD) promove o curso Desenvolvedor Full Stack, que prepara os jovens para o mercado de trabalho por meio da educação tecnológica. Durante as aulas, no Núcleo de Formação e Capacitação Profissional Mário Meneguini, os alunos aprendem linguagens e técnicas de programação que ajudam na criação de aplicativos e sites.

As atividades são gratuitas e fazem parte do projeto Caieiras Tech, promovido em parceria com a empresa Mastertech. O curso é voltado para jovens de 16 a 25 anos, com ou sem conhecimento prévio a respeito do assunto.

“Meu desejo é que os alunos se dediquem ao curso e extraiam o máximo que puderem, para que tenham um futuro brilhante pela frente, levando sempre o nome de Caieiras por onde passarem”, explicou o prefeito, que tem como objetivo transformar a cidade em um polo tecnológico.

Para Nathalia Valentim, uma das tutoras do curso, o projeto Caieiras Tech é fundamental para o futuro dos jovens. “O mercado de tecnologia hoje tem déficit muito grande de profissionais e poder capacitar pessoas interessadas nesta área é muito gratificante.”

Prefeito Gersinho Romero quer transformar Caieiras em um polo tecnológico

Empolgada, a aluna Vanessa Barros, de 16 anos, elogiou a qualidade das aulas e a iniciativa da Prefeitura. “Sempre tive muita vontade de entrar para a área de Tecnologia da Informação (TI). Quando surgiu essa oportunidade aqui em Caieiras, isso me chamou muito a atenção. Acho que é algo que vai ajudar muito no desenvolvimento da cidade.”

O sonho de Vanessa é criar uma empresa composta apenas por mulheres e ampliar a participação feminina no setor tecnológico. De acordo com o IBGE, apenas 20% dos profissionais que atuam no mercado de TI são mulheres. “Quero de alguma forma mudar esse dado”, frisou a estudante.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter