MUNICÍPIOS

Plataforma oferece livros para alunos com deficiência em Cotia (SP)

Reconhecida pelo trabalho de inclusão social, gestão do prefeito Rogério Franco (PSD) investe em ferramenta com audiodescrição e conteúdos produzidos na Linguagem Brasileira de Sinais (Libras)

24/11/2022

FacebookWhatsAppTwitter

O secretário municipal de Educação, Luciano Corrêa

 

Redação Scriptum com Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Cotia

 

Em Cotia — município de 257 mil habitantes da Grande São Paulo — a gestão do prefeito Rogério Franco (PSD) lançou na terça-feira (22) a plataforma de acessibilidade do projeto Minha Primeira Biblioteca. A ferramenta, que oferece obras literárias com audiodescrição e conteúdos produzidos na Língua Brasileira de Sinais (Libras), já está disponível para os 67 alunos do centro de educação especial Diego Cristian Bazilio Camargo.

Em 2023, todos os estudantes com deficiência matriculados na rede regular de ensino da cidade terão acesso à plataforma. “O Minha Primeira Biblioteca é um projeto de incentivo à leitura. Os alunos receberam uma caixa com diversos livros, escolhidos pela nossa equipe de acordo com o nível escolar e a idade, mas faltava a inclusão”, destaca o secretário municipal de Educação, Luciano Corrêa.

A presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Sônia Esplendor, elogiou a iniciativa da prefeitura. “Cotia dá um salto. Em tempos em que, para muitos, a acessibilidade está ligada apenas à arquitetura e a rampas, vemos que este projeto de leitura quebra barreiras, dá acesso à imaginação e oportunidades. Estamos distantes do mundo ideal para a pessoa com deficiência, mas cada degrau deve ser celebrado.”

O acesso à plataforma de acessibilidade é individual. O responsável pelo aluno recebe um código para acessar a ferramenta por meio de um dispositivo móvel, como tablet ou celular. Depois disso, o usuário precisa baixar o aplicativo e criar um login.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter