ELEIÇÕES 2020

PSD Mulher promove curso de comunicação para pré-candidatas

Núcleo feminino quer potencializar a divulgação das bandeiras políticas do partido durante o processo eleitoral

15/08/2019

FacebookWhatsAppTwitter

 

No primeiro módulo, a filósofa Jacira Melo mostrou às lideranças femininas como comunicar de maneira objetiva suas bandeiras políticas para o eleitorado.

 

Ajudar as lideranças femininas a comunicarem de maneira objetiva suas bandeiras políticas para o eleitorado. Esse foi um dos principais assuntos do primeiro módulo do curso Media Training para Pré-candidatas em 2020, promovido nesta quarta-feira (14) pelo núcleo paulista do PSD Mulher e a empresa Agir Comunicativo, em São Paulo. Composto por cinco aulas, o curso será ministrado sempre às quartas-feiras por Jacira Melo, filósofa e mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP).

Uma das atividades realizadas pelas participantes foi a gravação por celular de uma entrevista em que respondiam sobre suas propostas. “Abordamos especialmente a maneira como as candidatas se veem, quais serão suas causas prioritárias, o conhecimento que cada uma tem dessas causas e como elas serão defendidas junto à população”, explicou Jacira.

A coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio, lembrou que a iniciativa integra a programação desenvolvida desde o início do ano pelo núcleo feminino para proporcionar o aprimoramento político das filiadas que pretendem disputar as próximas eleições municipais. “Nós já demos um curso sobre mídias sociais e agora estamos dando um passo além, para que elas saibam como apresentar suas bandeiras da melhor forma. O balanço que faço é altamente positivo.”

A abertura do curso também contou com a participação da secretária nacional do PSD Mulher e suplente de senadora pelo Estado de São Paulo, Ivani Boscolo. “Com esse curso, estamos dando ainda mais ferramentas para as pessoas participarem de uma eleição. Nós queremos que as mulheres sejam mais atuantes e esse é um caminho que a gente sempre seguiu”, definiu Ivani.

Elogios

O curso foi elogiado pelas participantes, entre elas a ativista Ana Paula Brasil, moradora de Santo André, município da região do Grande ABC. Para defender os direitos de pessoas com deficiência intelectual e Transtorno do Espectro Autista (TEA), ela tentará uma vaga na Câmara Municipal pela primeira vez em 2020. “Estou conseguindo entender como posso apresentar melhor minhas propostas e ser mais objetiva. Eu costumo falar sobre educação, assistencialismo, muitas coisas. É preciso ser mais direta.”

Consultora de marketing e da área comercial para empresas e pessoas físicas, Lucia Torres também considerou proveitosa a experiência. Ela disputará pela primeira vez uma vaga na Câmara Municipal de São Paulo e terá como principal bandeira de campanha a educação. “Dou aulas e já falo muito em vídeos, algumas aulas são de cursos de Ensino a Distância (EAD). Mas gostei bastante da gravação e ela (Jacira Melo) ter me questionado sobre soluções que eu daria para cada problema.”

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter