Loading

Pesquisar

ESTADOS

Anastasia e Silveira visitam o prefeito Alexandre Kalil

Novo ministro do TCU e o presidente do PSD-MG estiveram em visita institucional ao prefeito de Belo Horizonte. A pré-candidatura ao Governo de Minas Gerais foi um dos temas da conversa

22 de fev de 2022

O senador Alexandre Silveir, o presidente do TCU, Antonio Anastasia, e o prefeito Alexandre Kalil

Redação Scriptum com Estado de Minas

A pré-candidatura do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), ao governo de Minas Gerais foi um dos assuntos tratados durante a visita do recém-empossado ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), o ex-senador Antonio Anastasia, e do senador Alexandre Silveira (PSD-MG), que o substituiu no Senado Federal e é o presidente estadual do partido. Contudo, o objetivo da visita institucional foi colocar o TCU e o Senado à disposição da capital mineira.

De acordo com Silveira, a candidatura do prefeito de BH é um desejo, ainda que não tenha confirmação. Caso entre na disputa, Kalil deverá ter como principal rival Romeu Zema (Novo), atual governador de Minas Gerais, que tentará a reeleição. “Naturalmente, como presidente do partido de Alexandre Kalil, secretário nacional do PSD, fiz alguns comentários pontuais sobre a candidatura. Até porque Kalil está completamente dedicado à gestão da Prefeitura de Belo Horizonte, por isso, é uma decisão dele, independentemente do nosso desejo”, afirmou Silveira.

O senador também comentou a possibilidade de se reeleger. “O PSD, com dois senadores da República em Minas, é o maior partido do Estado, com dez deputados, sendo sete estaduais e três federais. Portanto, assim como estamos trabalhando para ter um candidato a governador, há também a possibilidade de que eu seja candidato à reeleição”, disse.

A visita de Anastasia ao prefeito de BH faz parte de uma série de encontros institucionais, como forma de agradecimento ao apoio para se tornar ministro do TCU — Kalil, por exemplo, esteve presente na posse do ex-senador, em Brasília. Anastasia já esteve no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e ainda deve ir a outros órgãos, como o próprio governo de Minas.

Informações Partidárias

Notícias