Loading

Pesquisar

ESTADOS

Belivaldo afirma que comprará vacinas para Sergipe

O governador disse que já foram iniciados contatos para a aquisição, mas lembrou que não existe estoque no mundo e que levará algum tempo para que as novas doses estejam disponíveis

25 de fev de 2021

Belivaldo Chagas também informou que não haverá mudanças nas autorizações de funcionamento do comércio e serviços

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), informou na quinta-feira (25) que, após a autorização para a compra das vacinas contra covid-19 pelo Estados e municípios pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na terça-feira (23), já foram iniciados os contatos “com as embaixadas dos países que tem os laboratórios que produzem vacina e as tratativas já começaram”.

Contudo, lembrou, “não existe estoque de vacina disponível no mundo e quando o Estado comprar as vacinas, elas levarão algum tempo para serem disponibilizadas”. Ele confirmou, de qualquer forma, que o Estado comprará as vacinas quando elas estiverem disponíveis para aquisição. “Esse era um debate constante no Fórum de Governadores, mas precisávamos de amparo legal, e me parece que ele veio”, explicou.

O governador lembra que “vacinas não chegarão aqui daqui 30 ou 40 dias. Não existe estoque no mundo e os laboratórios já têm seus contratos firmados e não vão descumprir para vender para o Brasil. Por falta de planejamento do Governo Federal, o Brasil perdeu o time e nós estamos sofrendo com isso”, enfatiza.

Belivaldo Chagas também informou que não haverá mudanças nas autorizações de funcionamento do comércio e serviços. Por conta do aumento de casos da covid-19 em Sergipe, a fiscalização será intensificada, mas o objetivo da ação é conscientizar a população. “Há quatro semanas, tínhamos 144 pessoas internadas em toda a rede hospitalar do Estado, mas ontem esse número chegou a 226. Foram 120 óbitos em outubro, 102 em novembro e nos primeiros dois dias de dezembro, 4 óbitos em cada dia. É preocupante sim, mas estamos de olho e com a luz amarela acesa. Por enquanto, não vamos mudar nada, nem abrir e nem fechar. Tudo fica com está”, disse Belivaldo.

A quantidade de leitos de UTI será ampliada nos próximos dias. Atualmente, o Estado tem 127 leitos de UTI na rede pública e privada, mas esse número já chegou a 209 leitos anteriormente. “Vale lembrar que nunca chegamos a 60% da ocupação dos leitos”, lembrou o governador.

Informações Partidárias

Notícias