Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

BH voltará a ter jogos com torcida ainda este mês

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou a decisão após reunião com representantes dos clubes mineiros. “Está na hora”, disse ele, ressalvando que haverá cuidados extras para evitar aglomerações

09 de set de 2021

O prefeito Alexandre Kalil

Com a adoção de uma série de cuidados, Belo Horizonte poderá ter ainda este mês jogos com a participação de torcedores nas arquibancadas. O prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil (PSD), anunciou nesta quinta-feira (9) a autorização para o retorno de 30% dos torcedores aos estádios. “Está na hora” de os jogos voltarem a ter torcida, disse Kalil, após a decisão tomada em reunião com representantes das diretorias e das torcidas organizadas de Atlético, Cruzeiro e América, os principais times da cidade.

A expectativa é que a primeira partida com público ocorra no jogo de 28 de setembro entre Atlético e Palmeiras, válido pela volta da semifinal da Copa Libertadores.

Durante entrevista coletiva em que anunciou a decisão, o prefeito disse que, para evitar os problemas registrados nos dois primeiros eventos-teste, como aglomerações e torcedores sem máscara, a prefeitura vai aprimorar o protocolo que já foi usado na partida entre Cruzeiro e Confiança. “O estádio vai fechar uma hora antes. Vamos liberar a cerveja e tentar colocá-la a um preço acessível, para o pessoal entrar mais cedo e ficar lá dentro. Quem entrou está testado, então isso diminui o risco. Além disso, a prefeitura vai colocar toda a sua estrutura à disposição de Atlético, Cruzeiro e América”, informou.

A Prefeitura havia proibido a presença de torcedores nos estádios da cidade depois dos jogos entre Atlético e River Plate, em 18 de agosto, e Cruzeiro e Confiança, dois dias depois. O primeiro jogo contou com a presença de cerca de 18 mil torcedores e, o segundo, teve público de 4 mil pessoas. Nos dois eventos foram constatadas aglomerações e pessoas sem a utilização de máscaras, o que motivou a suspensão.

De acordo com o prefeito, “foi decidido que nós temos que caminhar, temos que aprimorar. Temos que responsabilizar a todos: à Prefeitura, aos clubes, aos estádios, à torcida. Todo mundo tem que colaborar para que a gente caminhe. Eu acho que houve um sacrifício muito grande de todos, de toda a população de BH. Nós reconhecemos o sacrifício de todos. Inclusive, não estamos abrindo só o futebol. Estamos estudando agora a abertura de eventos”, disse.

Informações Partidárias

Notícias