Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Botion define reajuste de 21% para funcionários públicos em Limeira (SP)

“Fizemos um amplo esforço buscando recursos dentro do orçamento para chegarmos a esse índice, que garante a reposição das perdas salariais dos servidores”, destaca o prefeito do PSD

16 de fev de 2022

O prefeito Mario Botion após reunião com sindicalistas

Redação: Scriptum

O prefeito de Limeira, Mario Botion (PSD), quer conceder reajuste de 21% aos servidores públicos do município da região Centro-Leste do Estado de São Paulo. O valor foi acertado em reunião com representantes sindicais da categoria realizada na terça-feira (15). O reajuste poderá beneficiar cerca de 6.500 funcionários e seria dividido em duas parcelas iguais, com pagamentos previstos para 1º de março e 1º de maio. “Fizemos um amplo esforço buscando recursos dentro do orçamento para chegarmos a esse índice, que garante a reposição das perdas salariais dos servidores. Felizmente, houve um entendimento que considero bastante positivo”, destaca Botion.

O acordo prevê, ainda, vale-alimentação de R$ 500, com aumento de 42,86% no valor do benefício. O documento também estabelece a aplicação do piso nacional para professores, agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias.

O projeto de lei referente aos reajustes será analisado pela Câmara Municipal. Caso seja aprovado pelos vereadores, o acordo entrará em vigor no próximo dia 1º e terminará em 28 de fevereiro de 2023. Servidores ausentes em decorrência da greve promovida no último dia 14 não terão o dia descontado, mas serão obrigados a fazer a reposição do dia.

A reunião teve as participações da presidente do Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Limeira (Sindsel), Nicinha Lopes; do presidente do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Limeira e Região (Sindguarda), Rubens Carmo Bueno; e de Érika Monteiro Moraes, representante do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp).

Informações Partidárias

Notícias