Loading

Pesquisar

PERSONALIDADE

Bruno Covas: Lideranças do PSD manifestam pesar

Representantes do partido de todo o Brasil lamentaram neste domingo o falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, vítima do câncer contra o qual lutava desde 2019

16 de maio de 2021 · Bruno, Covas, Kassab, morte, prefeito

Bruno Covas (1980-2021): vocação para a política desde a juventude

Lideranças do PSD de todo o Brasil manifestaram neste domingo (16) pesar pela morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), vítima do câncer contra o qual vinha lutando desde 2019. O presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, lamentou a perda e destacou a vocação que Bruno demonstrou pela política desde sua juventude, sua transparência e a forma direta com que se posicionava. “Bruno Covas conseguiu harmonizar uma vocação muito grande, uma paixão pela política, com um nome tão forte, que é o sobrenome Covas”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo. Outras lideranças do PSD de São Paulo lamentaram a notícia.

Kassab lembrou que conheceu Bruno ainda criança, neto do então governador Mario Covas. “Quando era deputado estadual, seu avô se elegeu governador, e eles eram muito próximos. Desde pequeno ele demonstrou, primeiro, muito carinho pelo avô e, depois, sua paixão pela política. Ele teve uma grande escola com o Mario Covas e logo se filiou à ala jovem do PSDB”, lembrou o ex-ministro. “Ele cresceu rapidamente na vida pública. Com muito trabalho, muita dignidade e respeitabilidade, que ele levou até o fim”.

Kassab destacou ainda a importância do trabalho realizado pelo prefeito no combate à pandemia. “Ele esteve à frente da Prefeitura num dos períodos mais difíceis não apenas para a cidade, mas para a humanidade. Apesar de doente e fragilizado pelo tratamento, ele nunca fraquejou. Esteve sempre à frente, no comando da cidade, com diretrizes muito claras, enfrentando e apresentando medidas, às vezes impopulares, mas necessárias, demonstrando seu compromisso com a vida”. Ele destacou ainda a forma transparente com que Covas lidou com a doença.

“Deixo publicamente o meu abraço muito fraterno aos pais do Bruno, Renata e Pedro, ao seu irmão Gustavo e ao seu filho Tomás. Que todos eles tenham forças para continuar sua luta e, a partir de agora, inspirados no exemplo do Bruno, levar sua dignidade, sua vontade de viver e de fazer o bem ao próximo”, concluiu Kassab.

O ex-ministro e ex-vereador Andrea Matarazzo lamentou: “Meus sentimentos à família de Bruno Covas neste momento tão difícil. Bruno partiu cedo demais. Descanse em paz”.

Coordenadora nacional do PSD Mulher e ex-vice prefeita de São Paulo, Alda Marco Antonio desejou “paz e luz” ao prefeito e pontuou que “mais um guerreiro se vai nestes tristes tempos”.

O governador do Paraná, Ratinho Jr, desejou condolências à família, amigos e população de São Paulo, além de exortar para que a fé apoie a família Covas para a perda do prefeito.

Já o líder do PSD no Senado, Nelsinho Trad, afirmou que “é um dia triste para todos, principalmente para a população de SP”, além de prestar solidariedade.

Os deputados federais do PSD de São Paulo também se manifestaram. Marco Bertaiolli escreveu: “Querido Bruno Covas, você foi um exemplo de força, resiliência e fé. Descanse em paz. Meus sinceros sentimentos aos seus familiares, especialmente ao seu amado filho, Tomás.” Cezinha de Madureira se manifestou nas redes sociais: “Lamentamos muito a morte do Prefeito de São Paulo, Bruno Covas sempre foi um amigo querido da Igreja, oremos para Deus confortar a sua família e os seus.”

O deputado estadual Alex de Madureira também lamentou a notícia. “Com imenso pesar recebi a notícia do falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, vítima de câncer. Covas lutou bravamente por sua saúde, com leveza e otimismo. Teremos sempre seu sorriso em nossa memória. Meus sentimentos aos familiares e amigos.”

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, foi ao Twitter para prestar sentimentos. “Meus sentimentos em nome dos cariocas a todos os paulistanos pela morte do Prefeito Bruno Covas. Bruno foi um exemplo de homem público e gestor que continuará sendo seguido.  Meu carinho especial a família e aos amigos próximos.  Que Deus possa confortar seus corações”, escreveu.

Muitos outros deputados federais, senadores e lideranças do PSD por todo o país também se manifestaram em suas redes sociais lamentando a perda do prefeito da capital paulista.

Câmara de vereadores

O vereador paulistano Rodrigo Goulart escreveu: “Um momento que não queríamos viver nem nos piores sonhos. Deus precisou do Bruno antes do esperado. Nosso amigo irmão, líder, parceiro de batalhas, exemplo de homem público e grande prefeito da cidade de São Paulo, vai para a próxima etapa de sua evolução individual, marcando a eternidade e o coração de todos nós com seus ideais, sua dedicação e aquela força incomparável, que inspira tantas pessoas. Não há como resumir nossos sentimentos em palavras, que fiquem todos os seus princípios e desafios para continuarmos a fazer tanto por aqui! Deixo nossos sinceros sentimentos à toda a equipe, aos familiares, apoiadores e amigos. Sentimos essa dor com cada um de vocês.”

A vereadora Edir Sales também lamentou. “Estou profundamente triste e abalada com a partida do meu querido amigo Bruno Covas. Ele foi uma das pessoas mais incríveis que já tive o privilégio de conhecer em toda minha vida. Um ser humano fácil de conviver, que me recebia todas as vezes com um grande sorriso no rosto e, mesmo muito jovem, sempre soube liderar sua equipe e inspirar as pessoas que caminhavam ao seu lado. Os meus sinceros sentimentos a todos os familiares do Bruno Covas e, especialmente, ao seu amado filho Tomás. Que o amor, o respeito e a admiração que temos por este grande ser humano se transformem em combustível para seguirmos em frente.”

O vereador Felipe Becari lembrou de sua recente relação com o prefeito: “Não conhecia o Bruno Covas até meados da campanha eleitoral do ano passado e sentamos cinco vezes para discutirmos o que poderíamos fazer, principalmente pela causa animal. Lembro que a última vez, quando gravamos um vídeo, falei que muito me cobravam, que a gestão pouco fazia pela causa, que o embate esquerda/direita era extremamente prejudicial pois, como sabem, a causa não tem lado. Aí ele me disse: ‘Felipe, é a primeira vez que vejo um protetor de animais de verdade ser eleito e com um público tão fiel e ativo como o seu; vamos recomeçar essa história e mostrar pra eles que é possível?’

Desde então, começamos a costurar ações políticas e debater temas importantes – não é à toa que assumi a comissão de saúde da câmara, por exemplo, que engloba a zoonose da cidade. Pouco depois, seu afastamento e agora sua partida. Tenho certeza que o Ricardo Nunes, pessoa que gosto muito, seguirá o trabalho com excelência e dará muita atenção aos nossos projetos, mas fico triste em saber que frente às conquistas futuras que estão vindo, não poderei estar com o Bruno lá para dizer: construímos! Oremos por ele e por sua família que o acompanhou nessa luta por mais de dois anos e que tenhamos muita empatia, deixando qualquer ideologia é questão partidária de lado nesse momento. Nos veremos em breve amigo, descanse em paz!”

Coronel Salles, subprefeito da Sé, escreveu: “É com imenso pesar que tivemos a triste notícia do passamento do nosso prefeito Bruno Covas, amigo e irmão muito estimado. Guardemos dele as melhores lembranças. Enfrentou todas as batalhas com muita altivez, transparência e muita coragem. Peço modestamente que aqueles que puderem, dentro de cada religião ou credo, que dirijam à ele suas orações e também à família para que Deus console os corações enlutados.”

Informações Partidárias

Notícias