Loading

Pesquisar

CARNAVAL

Eduardo Paes aponta dificuldades para os blocos de rua no Rio

Prefeito do PSD explica que blocos recusaram fazer desfile em locais diferentes do habitual porque têm relações históricas com os bairros

06 de jan de 2022

 

Redação Scriptum com canal de notícias CNN

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), explicou as razões que levaram à decisão, anunciada nesta terça-feira (4), de cancelar o carnaval dos blocos de rua na cidade. Em entrevista à CNN Brasil, ele apontou que as características próprias dos blocos impedem que seja feito algum controle sanitário. “O Carnaval de rua tem muito a ver com o território onde os blocos saem, em geral eles têm ligação com o bairro”, disse o prefeito.

Segundo ele, “é uma logística muito complexa, em que controles sanitários são inviáveis de serem estabelecidos”. Paes informou que foi oferecida a alternativa de três locais da cidade, isolados, a serem escolhidos para que os principais blocos desfilem. Mas, segundo o prefeito, os representantes da Associação Independente dos Bloco da cidade (Sebastiana) não concordaram com a proposta exatamente em razão das fortes ligações que eles têm com os bairros.

Até o momento, o tradicional desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí será mantido. “A Sapucaí é um ‘estádio do samba’. Da mesma maneira que temos regras e barreiras sanitárias que consegue estabelecer para um jogo do Flamengo, do Corinthians ou do Grêmio, conseguimos na passarela do samba”, declarou. Assista à íntegra da entrevista de Eduardo Paes para a CNN Brasil.

Informações Partidárias

Notícias