Loading

Pesquisar

MINISTÉRIO

Fávaro cria novas oportunidades de negócios na Índia

O ministro da Agricultura levou ao país mais populoso do mundo informações sobre o potencial produtivo brasileiro e firmou parcerias em áreas como melhoramento genético e alimentação animal

06 de nov de 2023

O ministro Carlos Fávaro caracterizou o etanol como o “combustível do futuro” 

Edição Scriptum com Ministério da Agricultura

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, encerrou na sexta-feira (3) a série de encontros que manteve em Nova Delhi, capital da Índia, para apresentar às autoridades do país asiático o potencial produtivo brasileiro. Fávaro, que estava acompanhado de técnicos da pasta, relata que as trocas com o governo e o setor produtivo indiano foram múltiplas, positivas e devem gerar bons resultados para o Brasil.

“Abrimos o mercado de avocado e, ainda no campo da fruticultura, também finalizamos o processo de abertura de mercado de cítricos, como limão-taiti, limão siciliano, lima ácida e tangerina. Além disso, firmamos um memorando de entendimento para ampliar o mercado de soja, a fim de podermos vender suplementos alimentares para a cadeia produtiva de leite na Índia”, comemorou o ministro.

Avanços

Um dos primeiros compromissos de Fávaro e da comitiva do Mapa na Índia foi a participação na abertura do Seminário Internacional – Perspectivas e o Futuro da Índia e Brasil, em Nova Délhi, na Índia . Durante o evento foram assinados memorandos de entendimentos entre instituições dos dois países que visam a ampliar a cooperação e fomentar o desenvolvimento do comércio bilateral.

Fávaro também reuniu-se com o ministro da Agência de Segurança e Padrões Alimentares da Índia, Kamala V Rao. Na ocasião, foram analisados pleitos para a autorização de importação de produtos de açaí brasileiro, como a polpa e o açaí liofilizado. Recentemente, foi aberto o mercado para a exportação de refresco para a Índia.

A reunião da comitiva brasileira com a ministra da Agricultura e Bem-Estar dos Produtores da Índia, Shobha Karandlaje, foi outra importante agenda da missão: aberturas de mercado de ambos os lados foram tratadas pelas equipes ministeriais. Neste, que é comemorado o ano do milheto, o Brasil abre suas portas para a commodity indiana. Na outra via, passará a exportar avocado para o país.

A pecuária leiteira foi tema central do encontro com o ministro da Pesca, Pecuária e Lácteos da Índia, Parshottam Rupala, e sua equipe ministerial. O Brasil – que há décadas buscou a parceria da Índia na melhoria genética de seu rebanho, especificamente na raça Zebu – agora vai retribuir a contribuição na cooperação técnica para melhoramento genético da raça girolando. Além da parceria para melhoramento genético, também foram discutidas cooperações científicas com instituições de ensino superior na capacitação profissional.

O aumento das cotas e a redução tarifária das cadeias produtivas de aves (frango inteiro e cortes de frango), suínos, algodão, frutas e suco de laranja também foram alguns dos destaques entre as tratativas durante reunião com o ministro do Comércio e Indústria, Assuntos dos Consumidores, Alimentos e Estoques Públicos e Têxteis da Índia, Piyush Goyal, considerado um dos principais nomes do governo indiano.

Fávaro também palestrou no encerramento do evento “O Diálogo sobre Transição Energética”, organizado pela Observer Research Foundation (ORF). O ministro caracterizou o etanol como o “combustível do futuro” e destacou a participação cada vez mais consolidada do Brasil e da Índia no Fórum Global de Biocombustíveis.

Além das diversas reuniões bilaterais com autoridades indianas, o ministro também avalia que “foi de grande importância” a participação do Mapa na feira de alimentos World Food India, que contou com a presença de empresários brasileiros e proporcionou novos negócios. “O governo do presidente Lula está atuando pelo mundo, realizando negociações e aberturas que geram empregos, oportunidades e bem-estar para nosso povo”.

Informações Partidárias

Notícias