Loading

Pesquisar

TRANSPORTES

Hugo Leal cobra do DNIT por abandono da rodovia Itaipava-Teresópolis

Ofício ao diretor-geral alerta para problemas em rodovias federais e falta de ação da superintendência regional

18 de maio de 2022

O deputado Hugo Leal: problema é antigo e não tem sido enfrentado como deveria pelo Governo Federal

Redação Scriptum com portal O Dia

O deputado federal Hugo Leal (PSD-RJ) cobrou, em ofício ao diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Antonio Leite dos Santos Filho, providências para recuperação da BR-495, trecho Itaipava-Teresópolis, que está em completo estado de abandono. “Infelizmente, a situação da BR-495 repete-se em outras rodovias federais no estado do Rio sob responsabilidade do DNIT, que têm graves problemas de manutenção, verdadeiras ameaças à vida dos usuários”, afirma o parlamentar

Integrante da Comissão de Viação e Transportes da Câmara, Hugo Leal relatou no mesmo ofício diversos problemas em relação ao DNIT no Rio de Janeiro: dificuldades de comunicação com a Superintendência Regional; atividade tímida do superintendente; falta de resposta aos questionamentos e demandas apresentadas. “Não é possível que um Estado com a importância industrial, turística e comercial como é o caso do Rio de Janeiro não possa ter a atenção devida do DNIT”, acrescenta o parlamentar.

O deputado chama a atenção para recentes reportagens sobre a BR-495: “E imagens de buracos, fissuras no asfalto, falta de sinalização, desníveis na pista e falta de cuidado com a vegetação”. O trecho da rodovia federal entre Itaipava e Teresópolis não tem acostamento e o pequeno espaço que poderia ser utilizado por ciclistas e pedestres está coberto pela vegetação. “O risco é constante; o desânimo, também. Essa não é uma situação nova, mas um problema antigo que não tem sido enfrentado como deveria pelo Governo Federal”, alerta o ofício.

Hugo Leal explica que a falta de ação da superintendência o fez apelar à direção-geral do DNIT. “Não é de hoje que buscamos soluções junto à Superintendência e não temos retorno. Inúmeras obras paradas, falta de sinalização, falta de manutenção, mas principalmente de atenção da administração regional nos levam a questionar o motivo dessa ineficiência e solicitar a Vossa Senhoria uma intervenção imediata no Estado para que o DNIT tenha aqui a atuação que a sociedade fluminense necessita e espera”, cobra o deputado.

Relator do Orçamento da União 2022, o parlamentar lembra que buscou assegurar os recursos necessários para permitir que o departamento tenha condições de cumprir com as suas obrigações. “No entanto, o atraso e desídia estão deixando a população indignada, com razão, já que necessita utilizar as rodovias federais todos os dias, com risco da própria vida. Solicito que sejam adotadas as providências necessárias para o DNIT no Estado do Rio de Janeiro seja reestruturado para atender às demandas de obras de melhoria na infraestrutura rodoviária federal”, conclui o deputado Hugo Leal em seu ofício ao diretor-geral.

Informações Partidárias

Notícias