Loading

Pesquisar

MINISTÉRIO

Ministro da Pesca visita psicultores no Paraná

André de Paula, acompanhado por lideranças como o deputado Luiz Nishimori (PSD-PR), esteve no complexo de piscicultura integrada da cooperativa Copacol, no Oeste do Paraná

21 de set de 2023 · André de Paula, Copacol, Ministério da Pesca, Parana, peixes

Thiago Voss mostra ao ministro André de Paula tilápia produzida em sua propriedade

Edição Scriptum com Gazeta de Toledo

O ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, acompanhado por lideranças do PSD como o deputado federal Luiz Nishimori (PSD-PR), conheceu esta semana o complexo de piscicultura integrada da cooperativa Copacol, na região de Toledo, no Oeste do Paraná. Ele destacou a importância do projeto, que se integra aos objetivos de sua gestão no Ministério, de ampliar o mercado para a produção nacional de peixes.

“Esse é um momento muito proveitoso para mim. Estamos vendo na prática como as vidas dos produtores são transformadas pela piscicultura. O Paraná é referência nacional e essa experiência da Cooperativa deve ser replicada ao País inteiro”, disse o ministro, que também ouviu das demandas do Oeste do Paraná para a continuidade do modelo de negócio. “Nossa prioridade é a retomada do fornecimento ao mercado europeu, maior consumidor mundo, com um selo de qualidade extremamente rigoroso, pois quem produz para a Europa, produz para o mundo todo. E o Brasil está preparado para retomar essa exportação”, afirma o ministro

Durante a visita, o ministro conheceu a propriedade do cooperado Thiago Voss, de 31 anos, integrado na piscicultura há 15 anos, desde o início das atividades. O presidente da cooperativa, Valter Vitol, explicou que desde a implantação do sistema integrado de produção de peixes, se buscou “proporcionar uma opção de renda às famílias, com segurança e qualidade de vida. Percebemos o sucesso do modelo na história de vida dos cooperados: os jovens tocam a atividade e têm perspectiva de crescimento”. 

Vitol conversou com o ministro sobre as oportunidades e os desafios da produção de tilápias na região e destacou a necessidade de o ministério buscar mercados internacionais.

A produção de peixes pela cooperativa envolve 286 cooperados e segue um padrão rigoroso que zela pela qualidade do produto e também pela preservação das riquezas naturais. Além de orientação técnica, a Cooperativa fornece os peixes, o alimento e toda a logística aos produtores, do início ao fim do ciclo. A Copacol produz 41,5 milhões de alevinos por ano – total que deve dobrar ainda em 2023 com a segunda Unidade de Produção de Alevinos. As duas Unidades Industriais – uma em Nova Aurora e outra em Toledo – são responsáveis pelo processamento de 190 mil tilápias/dia. Além do mercado nacional, a proteína é comercializada fora do país, nos Estados Unidos e no Japão. Com certificações internacionais, a Cooperativa tem abertura para vender o produto também para o Oriente Médio.

Informações Partidárias

Notícias