Loading

Pesquisar

ESTADOS

Paraná conclui leilão de concessões rodoviárias

Com nova redução no preço do pedágio, investimentos vão beneficiar diretamente 3 milhões de paranaenses de diversos municípios. E a previsão que as obras gerem 110 mil empregos diretos

29 de set de 2023 · governador, leilão concessões, Parana, privatização, Ratinho Junior

Ratinho Junior no leilão. Mais de R$ 10 bilhões de investimentos nos próximos anos

Edição Scriptum com Agência Estadual de Notícias

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), participou na sexta-feira (29), na Bolsa de Valores B3, em São Paulo, do processo de leilões do pacote de concessões rodoviárias do Estado. Com um desconto de 0,08% em relação ao valor da tarifa de referência estipulada em edital (R$ 0,11922), o Grupo EPR foi o vencedor do leilão do Lote 2. Com isso, a tarifa por quilômetro rodado será 56% menor do que o valor que seria cobrado caso o modelo do antigo Anel de Integração ainda estivesse em vigor (R$ 0,2543).

“Esse era o nosso compromisso com a população do Paraná, concessões com um preço justo e muita obra. Serão mais de R$ 10 bilhões de investimentos nos próximos anos”, afirmou Ratinho Junior.

No total, são cerca de 3 milhões de paranaenses impactados diretamente em diversos municípios. Os contratos preveem que as principais intervenções sejam executadas nos primeiros anos das três décadas de vigência do contrato. A concessionária contratada também deverá arcar com aproximadamente R$ 6,5 bilhões em custos operacionais durante o período, o que inclui serviços médico e mecânico, pontos de parada de descanso para caminhoneiros e sistema de balanças de pesagem. A previsão da ANTT é gerar 110 mil empregos diretos.

Intervenções

O Lote 2 tem uma extensão total de 605 quilômetros e receberá investimentos de R$ 10,8 bilhões em obras. As intervenções incluem a duplicação de 350 quilômetros, instalação de 138 quilômetros de faixas adicionais, 73 quilômetros de vias marginais e 72 quilômetros de ciclovias. Serão ainda 107 novos viadutos, 52 passarelas, 35 pontos de correção de traçado e oito passa-faunas – estruturas que permitem o deslocamento de animais silvestres sem o risco de atropelamento. A concessão abrange as regiões de Curitiba, Litoral, Campos Gerais e Norte Pioneiro.

 Entre os principais investimentos, estão novas faixas adicionais ao longo dos 81 quilômetros da BR-277 entre Curitiba e Paranaguá, que já são duplicados, além de 23 quilômetros de ciclovias no mesmo trecho. Praticamente toda a extensão terá três pistas e acostamento nos dois sentidos da rodovia nos primeiros anos de contrato. A medida facilitará o escoamento da safra estadual, estimada em 60 milhões de toneladas para este ano, além de tornar as viagens dos turistas rumo ao Litoral mais rápidas e seguras.

Na região próxima ao Porto de Paranaguá, serão instaladas novas vias marginais, viadutos, trincheiras e ciclovias, melhorando o tráfego no perímetro urbano da cidade. A Avenida Ayrton Senna, principal via de acesso à cidade, receberá 8,1 quilômetros de vias marginais nos dois sentidos, além de quatro viadutos.

Informações Partidárias

Notícias