Loading

Pesquisar

MINISTÉRIOS

Pesquisa mostra dimensão do setor de pesca no Brasil

O ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, destaca importância de levantamento sobre a atividade pesqueira no País, que tem mais de 1 milhão de pescadores profissionais, sendo 49% mulheres

27 de nov de 2023

O Maranhão se destaca como líder em números de pescadores; Pará aparece na segunda colocação

Edição Scriptum com Ministério da Pesca 

O Brasil tem 1.035.478 pescadores profissionais ativos, todos devidamente licenciados. Desse total, 507.896 são mulheres – o que representa 49% de participação feminina no ofício. Os dados são do Painel de Consultas do SISRGP (Registro Geral da Atividade Pesqueira), cujos resultados foram destacados pelo ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, ex-deputado federal pelo PSD de Pernambuco.

“Ter informações para traçar o perfil mais exato possível dos pescadores é uma das nossas prioridades”, disse André de Paula. “Desde o grupo de trabalho na transição de governo ficou claro que o acúmulo de pedidos de registro profissional pelos pescadores nos últimos anos deixou a estatística pesqueira ainda mais defasada. Isso é o básico para formulação da política pública”, completa.

Os números divulgados agora foram gerados após a conclusão dos trabalhos da força-tarefa que envolveu 80 servidores dos ministérios da Pesca e Aquicultura, Trabalho e Emprego, e Previdência Social. Esse grupo ficou reunido por 56 dias, entre 15 de setembro e 10 de novembro, num centro de processamento de dados montado no hotel do SESC, em Sirinhaém, litoral sul de Pernambuco. E lá fez o processamento de 180.638 pedidos de RGP acumulados nos últimos anos.

O Maranhão se destaca como líder em números de pescadores, contando com uma comunidade de 150.691 mulheres e 116.935 homens dedicados à pesca (267.626 ao todo). Ele não só é o maior, como é um dos cinco em que há mais mulheres do que homens exercendo o ofício da pesca. Os outros são Pernambuco (55% de mulheres), Sergipe (62%), Bahia (58%) e Alagoas (58%).

Em relação ao total da comunidade pesqueira, o segundo colocado geral é o Pará, com 100.705 mulheres e 107.706 homens (208.411) envolvidos nessa atividade. Surpreendentemente, o terceiro Estado mais “pesqueiro” do Brasil é a Bahia, com 116.989 pescadores e pescadoras, que fica bem à frente dos 79.961 do Amazonas, quarto colocado, que é cortado de lado a lado pelo rio com maior volume d´água do planeta.

A unidade federativa com menor número de pescadores é o Distrito Federal, com somente 323. Goiás (2.166) e Mato Grosso do Sul (5.360) completam a lista dos três menores.

Informações Partidárias

Notícias