Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Prefeita destina salário a ajuda para famílias carentes

Dra. Auxiliadora (|PSD), de Barreira, no Ceará, optou por continuar recebendo como professora, destinando o valor dos salários de prefeita a programa que beneficia 100 famílias da cidade

17 de set de 2021

A prefeita Dra. Auxiliadora: “Essas famílias serão acompanhadas mensalmente e o objetivo é que, em seis meses, já tenham condição de se sustentar.

Em Barreira, cidade de 20 mil habitantes na região Norte do Ceará, os recursos que seriam destinados ao salário da prefeita, Dra. Auxiliadora (PSD), vão agora beneficiar 100 famílias de baixa renda do município. Professora concursada da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), ela decidiu, após ser eleita em 2020, dispensar o salário que receberia como prefeita, continuando a receber como docente.

“Achei melhor optar pelo salário de professora, porque assim liberava o salário como prefeita”, explica. Para isso, enviou projeto de lei à Câmara Municipal, destinando os R$ 10 mil que receberia como chefe de Executivo para a criação do programa “Barreira Sem Fome”.

O assunto foi tema de reportagem da jornalista Luana Barros publicada no jornal Diário do Nordeste. De acordo com a matéria, a legislação, aprovada pela Câmara Municipal em agosto, cria o programa Barreira sem Fome – por meio do qual 100 famílias do município cearense irão receber, mensalmente, R$ 100 para gastos com alimentação até o fim de 2024, quando terminará o mandato da gestora municipal.

Segundo a Prefeitura, as famílias devem receber a primeira parcela do benefício até o final de setembro. A intenção é de que haja um rodízio entre os beneficiários, explica a prefeita. “Essas famílias serão acompanhadas mensalmente e o objetivo é que, em seis meses, já tenham condição de se sustentar. Aí, novas famílias são beneficiadas”.

O acompanhamento também permitirá oferecer outros tipos de suporte aos beneficiários. “Não é só doar o alimento. O objetivo é dar dignidade para que essa família possa, por exemplo, ser inserida no mercado de trabalho”, ressalta. A prefeita explica que a princípio o objetivo era reverter esse dinheiro para cestas básicas. “Mas queríamos que esse recurso circulasse dentro do município”, completa. Por conta disso, o programa irá distribuir cartões de vale-compras para as famílias, que poderão ser gastos na compra de itens de alimentação nos estabelecimentos cadastrados pela Prefeitura.

Informações Partidárias

Notícias