Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Prefeitura de Rio Claro (SP) dá prazo para limpeza de terrenos baldios

Gestão do prefeito Gustavo Perissinotto (PSD) vai multar proprietários que não limparem seus imóveis até o próximo dia 1º. Após essa data, administração municipal cobrará pelo serviço

20 de jan de 2022

O prefeito Gustavo Perissinotto

Redação: Scriptum

Até o próximo dia 1º, os proprietários de terrenos em Rio Claro — município de 209 mil habitantes do interior do Estado de São Paulo — deverão realizar os serviços de capinação e limpeza de seus imóveis. Caso não cumpram esse prazo, determinado pela gestão do prefeito Gustavo Perissinotto (PSD), terão de arcar com os custos do trabalho executado pela prefeitura. A cobrança será baseada na unidade fiscal do município, a UFMRC, que vale R$ 3,9852. Cada metro quadrado de capinação e/ou roçada terá custo de 0,50 UFMRC, mais um acréscimo de 20%. Se não for possível o acesso ao lote, a administração também aplicará multa de 0,12 UFMRC por metro quadrado de terreno.

As medidas estão previstas em edital publicado na edição da última quarta-feira (12) do Diário Oficial do Município. De acordo com o documento, terminado o prazo de 20 dias, o governo municipal começará a realizar a limpeza e cobrará pelos serviços de capinação mecânica e roçada de mato. “Voltamos a pedir o apoio e a consciência da população para que mantenha seus imóveis limpos o ano todo. Sempre que precisa limpar áreas privadas, a prefeitura reduz sua mão de obra na manutenção de terrenos e logradouros públicos”, destaca o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, Valmir Pinton.

Para realizar a limpeza de terrenos baldios particulares, o governo municipal dividiu Rio Claro em 25 setores, que podem ser consultados no edital. Os serviços serão executados conforme as necessidades de cada bairro, com prioridade para os pontos mais críticos.

Informações Partidárias

Notícias