Loading

Pesquisar

ANIVERSÁRIO

PSD comemora em Brasília 12 anos de vocação democrática

As principais lideranças do partido participaram do jantar de comemoração dos 12 anos de fundação. Para Gilberto Kassab, partido hoje dá contribuição efetiva à defesa da democracia

05 de out de 2023

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, e os ministros André de Paula, Alexandre Silveira e Carlos Fávaro

Redação Scriptum

As principais lideranças do PSD no Brasil participaram na quarta-feira (21) de um jantar em Brasília para comemorar os 12 anos do partido. Governadores, ministros, senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores estiveram na capital federal para celebrar o sucesso da legenda criada em setembro de 2011 e reforçaram a disposição de contribuir para a democracia privilegiando o diálogo e a busca de consensos.

Essa disposição foi resumida pelo presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab, segundo quem o PSD “amadureceu muito rapidamente, se consolidou como um dos grandes partidos do Brasil, e contribui de maneira efetiva não só na defesa da nossa democracia, mas nos trabalhos legislativos e nos governos que participa”.

No mesmo sentido, falaram os líderes das bancadas na Câmara, Antonio Brito (BA), e no Senado, Otto Alencar (BA). Brito, por exemplo, lembrou que a marca do PSD “é o diálogo, a construção de consensos, a serenidade e a moderação”. Ele destacou também a influência que o partido exerce no Congresso. “Temos quadros para debater todos os temas essenciais para a Nação e estamos presentes nas mais importantes comissões do Parlamento”.

Além das lideranças e representantes do Poder Legislativo, estavam presentes também no evento, organizado pelo presidente do Diretório do Distrito Federal, Paulo Octávio, os governadores Ratinho Jr., do Paraná, e Fábio Mitidieri, de Sergipe, além dos ministros Carlos Fávaro (Agricultura), André de Paula (Pesca) e Alexandre Silveira (Minas e Energia).

Foi lembrado por vários oradores que o PSD tem hoje cerca de sete mil políticos eleitos, 16 senadores (incluindo a maior bancada feminina do Senado, com seis parlamentares), 45 deputados federais e participa também do Governo de São Paulo, com o vice-governador Felício Ramuth. “O PSD tem, respeitando a democracia, o dom de sempre ajudar na governabilidade, que é o que o país mais precisa”, disse Paulo Octávio.

Os governadores Ratinho Jr. (Paraná) e Fábio Mitidieri (Sergipe)

História

Ao se dirigir aos presentes, Gilberto Kassab afirmou que o partido, aos 12 anos, “pode olhar para trás com orgulho e para o futuro com confiança”. Recordou os momentos iniciais da criação da sigla, quando teve a companhia de personalidades como o então vice-governador paulista, Guilherme Afif Domingos; do ex-governador Cláudio Lembo; do então deputado federal Guilherme Campos, primeiro líder da bancada pessedista; dos ex-deputados Walter Ihoshi e Eleuses Paiva; de Otto Alencar, e muitos outros.

Para ele, “o PSD hoje ajuda muito o País, com cuidado para construir seu futuro e respeito pelas posições divergentes”. Dessa maneira, continuou, “vamos nos consolidando e moldando a imagem de um partido de centro, mas não centro fisiológico que quer ser governo a qualquer custo, e sim um centro ideológico, que tem a transparência de mostrar identidade com muitas bandeiras dos partidos mais progressistas, mas que também acredita em muitas questões, em especial nas políticas públicas, dos partidos mais liberais”.

Kassab e Tiago Ricardo Ferreira, de Campinas do Monte Alegre (SP), considerado o primeiro prefeito do Brasil com paralisia cerebral.

Kassab lembrou também a importância que o partido dá à presença feminina em seus quadros, tendo a maior bancada feminina no Senado e cinco importantes deputadas federais. Citou Alda Marco Antonio, Ivani Boscolo e Adriana Flosi, do PSD Mulher, como importantes lutadoras pela causa da ampliação da participação feminina na política.

A luta pela inclusão também é, disse Kassab, pauta central do partido. Lembrou a atuação nesse sentido de parlamentares como o deputado estadual de São Paulo, Rafael Silva, que é deficiente visual, e da senadora Mara Gabrilli, também de São Paulo, responsável por diversas ações no Brasil e no Exterior em defesa das pessoas com deficiência. Ele homenageou a todos na pessoa do prefeito da pequena cidade paulista de Campinas do Monte Alegre, Tiago Ricardo Ferreira (PSD), também presente no evento de Brasília, considerado o primeiro prefeito do Brasil com paralisia cerebral.

Kassab e as representantes do PSD Mulher

Informações Partidárias

Notícias