Loading

Pesquisar

ELEIÇÕES 2022

PSD tem pré-candidatos a governador nos Estados do Sudeste

Partido vai concorrer nos quatro Estados da região: em Minas com Alexandre Kalil, em São Paulo com Felicio Ramuth, no Rio com Felipe Santa Cruz e no Espírito Santo com Guerino Zanon, ex-prefeito de Linhares

01 de abr de 2022

O prefeito Alexandre Kalil ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e do senador Alexandre Silveira

Redação Scriptum com Assessoria de Imprensa do PSD nacional

Com a definição de Guerino Zanon para concorrer ao cargo de governador do Espírito Santo pelo partido, o PSD, ao final do prazo para filiações e desincompatibilizações, tem pré-candidaturas a governador nos quatro Estados da região Sudeste. Em Minas Gerais o pré-candidato é Alexandre Kalil, ex-prefeito reeleito de Belo Horizonte. No Rio de Janeiro disputará o ex-presidente nacional da OAB Felipe Santa Cruz. Felicio Ramuth, ex-prefeito reeleito de São José dos Campos, é o pré-candidato em São Paulo. O pré-candidato do partido no Espírito Santo, Guerino Zanon, foi prefeito de Linhares, uma das principais cidades do Estado, considerada capital estadual do Agronegócio e do Empreendedorismo.

Alexandre Kalil, depois de cinco anos e quase três meses à frente da Prefeitura de Belo Horizonte, afirmou que deixou o cargo na última sexta-feira (25) com a sensação de “dever cumprido”. Sobre sua pré-candidatura ao Governo de Minas Gerais, ele disse que “agora me dirijo ao meu Estado: me aguardem, porque, sem promessas e sem mentiras, vamos levar essa forma humana de cuidar de gente para todo esse povo abandonado e entorpecido”. “O governo de Minas Gerais voltará a saber que Belo Horizonte é importante demais para ser ignorada”, afirmou.

Kalil esteve reunido nesta sexta-feira (1) com lideranças mineiras do PSD em Brasília: o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o senador Alexandre Silveira, além do presidente da Assembleia mineira, Agostinho Patrus, do PV.

Guerino Zanon: “É o momento de fazer mais pelo Espírito Santo e pelo povo capixaba”

Espírito Santo

O pré-candidato no Espírito Santo deixou o comando da Prefeitura de Linhares, município de 180 mil habitantes, nesta quinta-feira (31). Ele ocupou o posto por cinco mandatos e sua gestão é amplamente aprovada e considerada transformadora. “Aos linharenses, o meu muito obrigado! É com o sentimento de gratidão que me despeço de cada um de vocês, não com um adeus, mas com um até breve. É o momento de fazer mais pelo Espírito Santo e pelo povo capixaba”, afirmou Guerino.

Ele foi também duas vezes deputado estadual, sendo o mais bem votado da história do Espírito Santo, com 65.704 votos, presidiu a Assembleia Legislativa e foi secretário estadual de Esportes na gestão do ex-governador Paulo Hartung.

Em suas redes sociais, ele escreveu que, “em minha história, independentemente do cargo ou função, sempre olhei para o futuro e carreguei comigo um profundo amor por Linhares e, é claro, pelo Espírito Santo. Priorizei ações necessárias, capazes de transformar de imediato a vida das pessoas, seja na educação, saúde, geração de emprego e renda e em qualquer outra área, mas sempre com uma visão de longo prazo, entendendo que o amanhã se constrói com as ações de hoje”.

Para ele, “o Espírito Santo precisa de lideranças que tenham esse compromisso, esse amor e que assumam o protagonismo de um novo projeto, focado na eficiência, na inovação e na capacidade de mudar a mesmice que tomou conta de nosso Estado. O Espírito Santo precisa construir uma nova história: com coragem, inovação, eficiência e amor pela nossa gente. E é essa certeza que levo comigo para o PSD”, completou Guerino.

Felicio Ramuth: “Defendemos um Estado mais eficiente e melhores serviços”

São Paulo

Em São Paulo, Felicio Ramuth, ex-prefeito de São José dos Campos, será o candidato do PSD ao Governo de São Paulo. “É possível diminuir as desigualdades num Estado tão rico, otimizar uma grande infraestrutura de saúde, que já existe, para atender melhor as pessoas, que esperam por aparelhos auditivos, medicamentos de alto custo. Geração de emprego e renda é o melhor programa social que existe, fazer com que as pessoas, com dignidade, levem os recursos para suas casas, cuidar de fato da sua família. Na educação, temos em São José dos Campos o melhor IDEB entre as cidades com mais de 500 mil habitantes em São Paulo e sei que é possível oferecer ensino de qualidade em todo o Estado”, afirmou Felicio, que destacou a qualidade política e técnica do PSD, citando sua capacidade de transformar cidades e Estados no país. “O PSD é uma força de Centro no país, que reúne os bons projetos da esquerda e da direita. Defendemos um Estado mais eficiente e melhores serviços”, afirmou.

Com população estimada em 737 mil habitantes, São José dos Campos é a quinta cidade mais populosa do Estado e a 23ª do País. Sua economia é bastante dinâmica: abriga centros de ensino, pesquisa e produção especialmente nas áreas de ciência e tecnologia. Recentemente foi considerada entre as dez melhores cidades brasileiras para empreender, segundo a sexta edição do Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) da Endeavor, organização não governamental de fomento ao empreendedorismo, e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP).
Também é o primeiro município brasileiro a ser certificado pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) como Cidade Inteligente, de acordo com três normas internacionais NBR ISO (International Organization for Standardization). Apenas 79 cidades no mundo possuem essa certificação.

O ex-presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro tem a pré-candidatura de Felipe Santa Cruz. “O crime conhecerá no nosso governo uma força contra ele jamais vista”, afirmou durante o evento de sua filiação. Advogado, Santa Cruz, de 49 anos, é formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e mestre em Direito e Sociologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). É especializado em Direito do Trabalho e Direito Administrativo. Ele foi eleito presidente nacional da OAB em janeiro de 2019 e deixou o cargo no primeiro mês de 2022. Antes disso, ele esteve à frente da OAB do Rio de Janeiro. É filho de Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, um estudante de Direito que desapareceu em 1974, preso por militares agentes do Doi-Codi, no Rio de Janeiro.

Informações Partidárias

Notícias