Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Rio aposta em criptomoedas para impulsionar economia

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anuncia criação da Cripto Rio e diz que o objetivo é atrair recursos e empresas de tecnologia para o Porto Maravilha, central tecnológica mantida pela administração municipal

14 de jan de 2022

Gestão do prefeito Eduardo Paes pretende aplicar 1% dos recursos do Tesouro municipal em moedas virtuais

Redação Scriptum com assessoria de comunicação da Prefeitura do Rio

Conforme já havia sido anunciado pelo prefeito Eduardo Paes (PSD), a Prefeitura do Rio deu o primeiro passo para virar um hub nacional no mercado de moedas digitais. Um decreto publicado nesta sexta-feira (14) cria um Grupo de Trabalho para propor ações relacionadas ao desenvolvimento deste mercado com o objetivo de impulsionar a economia carioca no mercado de moedas virtuais.

Criptomoeda carioca

Na quinta-feira (13), Eduardo Paes disse que a Prefeitura carioca pretende lançar uma criptomoeda, o Cripto Rio, e aplicar 1% dos recursos do Tesouro municipal em moedas virtuais. Além disso, o município pretende incentivar o pagamento de impostos com bitcoins, aumentando o desconto do IPTU. Tudo isso destina-se a atrair não só recursos, como também empresas de tecnologia para o Porto Maravilha, central tecnológica mantida pela Prefeitura carioca.

O Grupo de Trabalho, coordenado pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, vai estudar formas de estimular o uso das moedas por meio de descontos ao contribuinte, como no pagamento do IPTU, por exemplo.

Chamadas de Crypto Rio, as moedas digitais cariocas também poderão ajudar na ampliação de recursos para projetos estratégicos da cidade. Os especialistas irão avaliar, ainda, a possibilidade de o município fazer investimentos do Tesouro em criptomoedas. O resultado dos estudos será divulgado pelo Grupo de Trabalho em 90 dias a contar da publicação do decreto.

Informações Partidárias

Notícias