Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Rio quer atrair corretora de criptomoedas chinesa

Empenhado em transformar a cidade em modelo de inovação, o prefeito Eduardo Paes entrega chaves da cidade ao empresário mais rico da China, dono da maior corretora de moedas virtuais do mundo

18 de mar de 2022

O prefeito Eduardo Paes entrega a chave da cidade ao CEO da Binance, Changpeng Zhao

Redação: Scriptum

Um dos principais projetos da gestão do prefeito Eduardo Paes (PSD) é transformar o Rio de Janeiro na capital nacional da inovação. Ele deu um passo nesse sentido nesta semana, durante a realização da conferência Ethereum Rio, no Museu do Amanhã. O evento teve a participação de Changpeng Zhao (CZ), CEO da Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, que foi homenageado por Paes com a entrega das chaves da capital fluminense.

Durante a conferência, CZ – considerado o homem mais rico da China e o 17º do mundo – revelou que sua corretora deverá iniciar suas atividades oficialmente em território brasileiro. Ele não deu detalhes sobre o início das operações no Brasil, mas adiantou que está negociando a instalação da sede da empresa com São Paulo e Rio de Janeiro.

Ele também contou que a Binance já tem cerca de 100 pessoas trabalhando no Brasil, sendo a metade delas no Rio. A estimativa é de que a corretora chegue a mil funcionários no país, podendo alcançar cinco mil empregados. O empresário afirma que a Binance pretende trabalhar em estreita colaboração com órgãos reguladores e agências governamentais para promover o desenvolvimento da indústria de criptomoedas “de maneira saudável e colaborativa”.

Presente na conferência durante o anúncio feito pelo empresário chinês, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio, Chicão Bulhões, defendeu a localização da sede da empresa na capital fluminense. CZ explicou que a empresa pode ter várias sedes, sendo uma global, além de sedes regionais e locais.

Informações Partidárias

Notícias