Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Rio vai sediar maior evento de tecnologia do mundo

A direção do Web Summit, encontro internacional que rendeu mais de 200 milhões de euros para a economia portuguesa em seu primeiro ano, anunciou que o Rio de Janeiro sediará a edição de 2023

03 de maio de 2022

O prefeito Eduardo Paes esteve na Web Summit de Lisboa em novembro de 2021

Redação Scriptum com site prefeitura.rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), comemorou nesta terça-feira (3) o anúncio de que o Web Summit será realizado na cidade em maio do próximo ano. O evento deve reunir milhares de líderes empresariais e gigantes da tecnologia de todo o mundo na cidade, impulsionando a economia local e o ecossistema de tecnologia. De acordo com o Wall Street Journal, o Web Summit trouxe mais de 200 milhões de euros para a economia portuguesa em seu primeiro ano.

De acordo com o prefeito Eduardo Paes, o Rio está voltando ao seu lugar de destaque no cenário mundial e a escolha vai ao encontro do objetivo da cidade em se tornar a capital da inovação na América Latina. “O Rio sempre esteve no palco de importantes eventos para o mundo. Agora, novamente, estamos liderando e trazendo as melhores empresas, talentos e investidores para discutir tecnologia e inovação aqui. O Rio já tem tradição em sediar grandes eventos internacionais e estamos muito orgulhosos por termos sido escolhidos como a primeira cidade da América Latina a realizar um evento dessa magnitude”.

O Web Summit Rio vai acontecer entre os dias 1º e 4 de maio de 2023, no Riocentro. Após receber propostas de várias cidades do Brasil, o Web Summit selecionou o Rio de Janeiro como cidade-sede do novo evento para os próximos seis anos. O Brasil tem uma economia de tecnologia e startups em rápida expansão e abriga atualmente 21 unicórnios, empresas que chegam a um valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão.

O CEO da Invest.Rio, Rodrigo Stallone, destacou a importância da presença do Web Summit Rio para a inovação na cidade. A Invest.Rio é agência de atração e promoção de investimentos da cidade e foi a responsável pela intermediação da candidatura do Rio. “O evento marca o início de uma parceria entre a cidade do Rio e o grupo Web Summit para transformar o ecossistema tecnológico em toda a América Latina. Estamos confiantes de que o Web Summit encontrou seu novo lar para as próximas décadas e certos de que serão um importante parceiro na construção de uma cidade mais sustentável, tecnológica e inclusiva junto conosco. Bem-vindo, Web Summit Rio, o palco é seu!”, afirmou Rodrigo.

Paddy Cosgrave, fundador e CEO do Web Summit, lembrou que o Brasil é a nona maior economia do mundo e a única da América Latina entre os 10 principais mercados globais de unicórnios. “Estamos muito satisfeitos em trazer um novo evento para uma das cidades mais emblemáticas do mundo. Espero que o Web Summit Rio se torne um dos maiores eventos de tecnologia do planeta”.

De acordo com o empresário, o Rio é visto como um dos destinos mais quentes para a indústria de tecnologia. “Investidores internacionais estão de olho na América Latina, e no Brasil em particular, atraídos por algumas das startups mais badaladas da região. Só no ano passado, o Brasil viu mais de 10 empresas atingindo o status de unicórnio, enquanto as startups brasileiras arrecadaram US$ 9,4 bilhões – o triplo do que foi arrecadado em 2020. Sentimos que é o lugar para estar agora e mal podemos esperar para ter nosso primeiro Web Summit Rio em 2023”, disse.

Artur Pereira, country manager do Web Summit para Portugal, destacou que “o apoio de entidades públicas e privadas brasileiras – e, em particular, o empenho do prefeito Eduardo Paes – foram essenciais para trazer o evento ao Rio. Estamos muito animados para continuar a expansão global do Web Summit e mal podemos esperar para receber milhares de participantes, parceiros e expositores em uma cidade tão incrível como o Rio”.

Influência

Em sua edição de Lisboa, o Web Summit cresceu e tornou-se o evento de tecnologia mais influente do mundo. Entre as empresas que abriram seus escritórios na capital portuguesa desde 2016, primeiro ano do evento, estão: Mercedes (300 empregos), BMW (600 empregos), Google (1.000 empregos), Cisco (mais de 200 empregos), Revolut (400 empregos), Nokia (100 empregos), Uber (250 empregos), Zalando (150 empregos) e Pipedrive (100 empregos).

O evento tem reconhecimento da imprensa internacional. A Forbes diz que o Web Summit é “a melhor conferência de tecnologia do planeta”; a Bloomberg chama de “Davos para geeks”. Nas palavras do Financial Times, Web Summit é “a maior conferência de tecnologia do mundo”, e o Telegraph chama de “a melhor conferência de tecnologia do planeta”.

Informações Partidárias

Notícias