Loading

Pesquisar

ESTADOS

Sergipe realiza a sua maior celebração religiosa

Com apoio da gestão de Fábio Mitidieri (PSD), a peregrinação de Divina Pastora, padroeira de Sergipe, deve reunir mais de 100 mil pessoas no próximo fim de semana

10 de out de 2023 · Fábio Mitidieri, religião, Sergipe, turismo

A romaria é uma das maiores do Nordeste e reúne fiéis de várias cidades do interior e de outros Estados

Edição Scriptum com Agência Sergipe de Notícias

Com apoio da gestão do governador Fábio Mitidieri (PSD), o município de Divina Pastora, na região leste do Estado, deve receber mais de 100 mil peregrinos no próximo final de semana, devotos da padroeira de Sergipe. A romaria é uma das maiores do Nordeste e reúne fiéis que se deslocam da capital, de várias cidades do interior e até de outros Estados, para agradecer as graças alcançadas ou levar pedidos à Divina Pastora.

A tradicional celebração, que chega à sua 65ª edição, se consolidou como o maior evento religioso do Estado e um dos mais importantes do país. Em número de fiéis, na região Nordeste, fica atrás apenas de peregrinações como a de Juazeiro do Norte (CE) e a de Bom Jesus da Lapa (BA).

O secretário da Casa Civil de Sergipe, Jorginho Araújo, ressaltou a importância de a gestão estadual dar apoio a essa celebração em homenagem à padroeira de Sergipe. “A peregrinação é um dos principais eventos religiosos do país e, para o Governo de Sergipe, a festividade também representa, além da tradição e da religiosidade, uma oportunidade de potencializar a atividade turística e alavancar a economia local”.

Com o tema “Eis aqui a serva do Senhor”, a celebração religiosa é organizada pelo Santuário da Divina Pastora, em parceria com a prefeitura do município e apoio do Governo do Estado, da Arquidiocese de Aracaju e das Dioceses de Estância e de Propriá. A Peregrinação de Divina Pastora reuniu no ano passado cerca de 80 mil fiéis. Para este ano, a expectativa é que esse número seja ultrapassado.

“Ano passado era retorno depois da pandemia e muitas pessoas ainda estavam inseguras em participar, por isso percebemos uma diminuição no número de participantes. Mas a expectativa é recebermos este ano entre cem a 200 mil peregrinos, quantidade que em algumas outras edições já alcançamos, segundo números da Polícia Militar”, disse o reitor do Santuário de Divina Pastora, padre Jhonatan Michael.

Em 2022, cerca de 80 mil pessoas participaram do evento

Patrimônio

A Peregrinação de Divina Pastora é considerada Patrimônio Cultural e Imaterial de Sergipe desde 2014. A cidade também é referência quando se trata da cultura da renda irlandesa, também Patrimônio Cultural do Brasil. Esse trabalho artesanal realizado em Sergipe poderá ser visto durante a tradicional celebração religiosa nas toalhas usadas nos altares do Santuário da Divina Pastora e no palco principal das cerimônias.

Além da importância religiosa, a Peregrinação ao Santuário de Divina Pastora movimenta a economia do município, com dezenas de milhares de pessoas que se deslocam à cidade. Oportunidade de aumento na movimentação do comércio local e, também, para que muitos munícipes consigam uma renda extra, além de pessoas que saem de outras cidades para comercializar lá os seus produtos.

O padre Jhonatan Michael conta que a Peregrinação a Divina Pastora foi idealizada por Dom Luciano Cabral Duarte, quando foi arcebispo de Aracaju. “Dom Luciano foi uma grande personalidade sergipana, fazendo parte da Academia Sergipana de Letras e tendo sido responsável, ainda enquanto padre, pela juventude universitária de Sergipe. A história da peregrinação começa, assim, no contexto acadêmico, com Dom Luciano e os jovens universitários daquela que mais adiante se tornaria a Universidade Federal de Sergipe”, relembra. São 75 anos de existência da romaria, que agora em 2023 chega à sua 65ª edição, porque ela não foi realizada durante dez anos, por conta do Concílio Vaticano II.

Informações Partidárias

Notícias