Loading

Pesquisar

ESTADOS 

Sergipe: Romaria de Senhor dos Passos reforça turismo 

Peregrinação com mais de 200 anos de história acontece de 23 a 25 de fevereiro e reúne milhares de devotos a cada edição, atraindo viajantes de toda a região Nordeste

23 de fev de 2024 · Fábio Mitidieri, religião, romaria, Sergipe

A expectativa é de que a romaria reúna cerca de 70 mil devotos

Edição Scriptum com Agência Sergipe de Notícias

Considerada uma das maiores manifestações de fé católica do Nordeste, a tradicional Romaria de Senhor dos Passos, realizada entre sexta-feira (23) e domingo (25), dá contribuição importante para a indústria do turismo em Sergipe, segundo a gestão do governador Fábio Mitidieri (PSD). A peregrinação, que é realizada há mais de 200 anos no município histórico de São Cristóvão, a 20 quilômetros da capital Aracaju, reúne milhares de fiéis a cada edição, atraindo visitantes de toda a região.

Trata-se de um evento que remete à dor e ao sofrimento de Jesus, apresentado aos devotos por meio de uma representação dos sete passos de Cristo até o calvário. Este ano, o tema da festa religiosa que se inicia no período da Quaresma, como parte dos preparativos para a Páscoa, é “Nos Passos de Jesus, entendemos a nossa vocação”. Segundo a Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Fumctur) de São Cristóvão, estima-se que mais de 70 mil pessoas participem.

O secretário estadual do Turismo, Marcos Franco, destaca que a Romaria de Senhor dos Passos é um evento muito importante para o turismo religioso do Estado, quando visitantes e turistas demonstram toda a fé e devoção a Jesus. “A Romaria é uma preparação para o período pascal. É uma tradição de mais de dois séculos que transforma São Cristóvão em uma cidade de oração ao atrair milhares de pessoas. Além disso, o quarto município mais antigo do Brasil é um dos destinos turísticos de Sergipe que também se destaca pelos atrativos históricos e culturais. Assim, esse evento fomenta a economia formal, pois estimula o comércio e os segmentos locais de hospedagem e restaurantes. E mais: impulsiona, ainda, a economia informal, por meio de ambulantes, gerando emprego e renda para nosso estado”, avalia o secretário.

O turismólogo Diego Prado Souza dos Santos, da Fumctur, comenta que a cidade histórica fica sinalizada com panos roxos pendurados nas fachadas de sete edificações, que significam os passos de Jesus em penitência. “É um momento de encontro espiritual e de externar os sentimentos de gratidão e sacrifício”. Desde 2015, a Romaria passou a ser reconhecida como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado de Sergipe e já faz parte do calendário religioso do país.

Segundo o frei Pedro Rangel Trajano Lins, da Ordem dos Carmelitas, pároco e reitor da Paróquia e Santuário Nossa Senhora da Vitória, em São Cristóvão, a Romaria é de extrema importância para a Igreja Católica, porque congrega a fé de todos os romeiros e católicos em um só lugar, em um grande momento de oração comunitária. “O tema deste ano foi pensado em cima do ano vocacional que vivenciamos em 2023. Agora em 2024, os Carmelitas do Brasil iniciaram o próprio ano vocacional. Só entendemos a nossa vocação de batizado e missionário, seguindo os passos do mestre, que é Jesus”, explica.

De acordo com o frei Pedro Lins, a peregrinação se torna importante para o turismo religioso, porque consegue atrair fiéis de diversos lugares do Brasil e até do mundo. “Os romeiros se apaixonam pela história da imagem e, com isso, aproveitam para conhecer outros locais de turismo tanto religioso como de lazer dentro do nosso município. A Romaria abraça toda a vida turística do nosso município”, avalia.

Informações Partidárias

Notícias