Loading

Pesquisar

CONGRESSO

Sessões remotas do Senado completam um ano

A primeira reunião virtual dos senadores ocorreu em 20 de março do ano passado e foi conduzida por Antonio Anastasia, do PSD de Minas Gerais. Ele destacou o fato de que a ocasião era histórica

19 de mar de 2021

Anastasia conduz a primeira sessão remota do Senado

Neste sábado (20), as sessões virtuais do Senado completam um ano. No dia 20 de março do ano passado, a Casa teve sua primeira sessão de deliberação feita de forma remota em função do isolamento social necessário por causa do coronavírus. A reunião foi comandada pelo senador Antônio Anastasia (PSD-MG), primeiro vice-presidente na ocasião, já que o então presidente Davi Alcolumbre (Democratas-AP) estava em quarentena. Naquele dia, o Senado aprovou o decreto do estado de calamidade pública no país em função do coronavírus.

A sessão foi considerada histórica por Anastasia, que destacou o fato já em sua fala de abertura. “Sob a proteção de Deus, iniciamos os nossos trabalhos. Em primeiro lugar, antes de dar início formalmente a esta sessão, que reputo histórica, tendo em vista que se trata da primeira sessão de deliberação remota do Parlamento brasileiro – e, na informação de todos, de todo o mundo”.

Naquela sessão, foi aprovado o projeto de decreto legislativo que reconheceu o estado de calamidade pública. O relator, senador Weverton, do PDT do Maranhão, estava presente na sala de onde a sessão é transmitida. O espaço foi apelidado de “bunker”, termo alemão para estrutura fechada e segura onde é possível se defender e tomar decisões. Para Weverton, naquele momento, o Senado dava um exemplo para o mundo.

Informações Partidárias

Notícias